Brasil

Nomeado por Bolsonaro, reitor usa “métodos de administração em Jesus”

ELE BASEIA SEUS MÉTODOS ADMINISTRATIVOS EM OBRAS QUE REMETEM A RELATOS BÍBLICOS. FOTO: REPRODUÇÃO

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), que tem sede na cidade de Chapecó (SC) e conta com mais quatro campus no Sudoeste do Paraná, Oeste de Santa Catarina e Noroeste do Rio Grande do Sul, é mais uma a demonstrar contrariedade em relação à nomeação de seu reitor.

O professor Marcelo Recktenvald, nomeado para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro, era o terceiro colocado na lista tríplice encaminhada ao Ministério da Educação.

Marcelo Recktenvald foi professor, nos anos de 2013 e 2014, da disciplina optativa “Espiritualidade e Liderança”, dentro do curso de Administração. A aula, que tinha como objetivo “aprofundar os conhecimentos de liderança e coaching a partir de uma perspectiva da realidade”, tinha como referência básica títulos como Jesus Coach, da autora Laurie Beth Jones.

Na obra, a autora recorre aos relatos bíblicos para revelar que os princípios utilizados pelo filho de Deus com seus colaboradores prenunciavam o que dois mil anos mais tarde passariam a ser conhecidos como life coaching.

A lista de leituras para a disciplina incluem ainda Os métodos de administração de Jesus, de Bob Briner, Liderança Corajosa, de Bill Hybels, O Desafio da liderança, de James Kouzes e Barry Posner, Administração Segundo a Bíblia: métodos de gestão que não envelhecem, de Steve Marr, Espiritualidade no ambiente de trabalho: dimensões, reflexões e desafios, de Anselmo Ferreira Vasconcelos, e Uma Vida com Propósitos, de Rick Warren.

Pragmatismo Político


Deixe um Comentário