TV

No Limite: Globo fatura mais de R$ 150 milhões e dá prêmio defasado

SEGUNDO ECONOMISTA, PRÊMIO DA NOVA EDIÇÃO DO REALITY DEVERIA SER DE POUCO MAIS DE R$ 1 MILHÃO. FOTO: REPRODUÇÃO

Sucesso nos anos 2000, o reality No Limite voltou à grade de programação da Rede Globo na última terça-feira (11/5) com o prêmio de R$ 500 mil para o vencedor. No entanto, esse valor está bem defasado em comparação à última edição do reality show. Além disso, sete marcas estão patrocinando o programa com cotas entre R$ 15 milhões e R$ 30 milhões.

“Se for feita a correção monetária do prêmio de R$ 300 mil ofertado em 2000, hoje o valor deveria ser de pouco mais de R$ 1 milhão. Ou seja, se oferecem R$ 500 mil na edição atual, esse valor é apenas metade do que realmente deveria ser”, explicou o economista Gilberto Braga, do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec).

No Limite já faturou mais de R$ 150 milhões antes mesmo da estreia apenas com as cotas de patrocínio. Entre as marcas que anunciam no reality show estão Amazon, Unilever, Hotéis.com, Ambev, TikTok, Banco Iti e Hypera.

Metrópoles



Comente aqui