Natal

Natalenses amanhecem domingo pagando mais caro para andar de ônibus

REAJUSTE NA TARIFA INTEIRA DE ÔNIBUS FOI DE 6,7%. QUEM PAGAR COM CARTÃO TERÁ DESCONTO DE R$ 0,10

Entra em vigor neste domingo (19) os novos valores das tarifas do sistema de transporte urbano de passageiros de Natal, cuja passagem inteira passou de R$ 3,65 para R$ 4,00, conforme portaria assinada pelo prefeito Álvaro Dias (MDB), que foi publicada no “Diário Oficial do  Município”, na sexta-feira (17).

Mesmo com a aprovação e anúncio do reajuste das tarifas tendo ocorrido já na quinta-feira (16), logo após o encerramento da reunião do Conselho Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (CMTMU), ainda ontem alguns usuários dos transportes coletivos não sabiam da aplicação do aumento no preço das passagens, que foi 6,7% para a tarifa inteira.

Caso da estudante Wanessa Brilhante Vasco, que mesmo pagando metade do valor da passagem inteira – R$ 2,00, acha que “o reajuste acaba pesando no bolso das pessoas, mesmo quando acabo o que tenho no cartão”.

Apesar de não ser contumaz usuária de transporte coletivo, porque reside perto do trabalho em que atua como camelô no Alecrim, Cícera da Silva disse que tem uma filha que precisa pegar ônibus todo dia. 

Dona Cícera da Silva disse que também se surpreendeu com o aumento tarifário do sistema de transportes urbano em Natal: “Notícia boa não vem ligeiro, notícia ruim vem a galope”. Para ela, qualquer reajuste de transporte, termina refletindo em alguma coisa: “Nada é dado de graça”.

Dono de uma lanchonete na Praça das Flores, João Maria da Silva disse que morava de aluguel em Lagoa Nova e passou a residir há uns três meses em Petrópolis, justamente “para fugir do gasto com transporte”, contando que se residisse longe do trabalho, passaria a gastar R$ 16,00 por dia. “Era o que ia gastar, eu e a mulher pra ir e voltar pra casa”.

Para João Maria da Silva o que conta também é que “é baixa a qualidade do serviço que é prestado à população, pois a maioria dos ônibus é velha. Há pouco conforto. Pelo menos o que prometem, depois não cumprem”.

Mas a discussão sobre a melhoria da rede de transporte de transportes e analise da política de custo tarifário não para por ai. A presidente do CMTMU, Elequicina Santos já constituiu uma comissão especial para esse fim, segundo portaria também publicada no “Diário Oficial” do dia 17.

A comissão  integrada por nove pessoas terá 90 dias ou até o fim da segunda quinzena de agosto para apresentar relatório com a conclusão dos trabalhos ao Conselho Municipal de Transportes. 

Por enquanto, o acordo feito entre a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) é no sentido de que seja feita a disponibilização de um micro-ônibus para servir à Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Com a majoração tarifária do transporte coletivo em Natal, o trabalhador que ganha o salário mínimo e é beneficiário do vale-transporte, comparando-se com a tarifa inteira de R$ 4,00, teria de dispor de 19,23% do seu salário de R$ 998,00 caso tenha de usar o transporte duas vezes ao dia e optar por almoçar no local de trabalho, na hipótese de uma jornada de seis dias por semana.

Para ter direito ao vale-transporte, o trabalhador desconta 6,0% do salário básico ou vencimento, excluídos adicionais.

Valores das tarifas do transporte coletivo

Inteira em espécie R$ 4,00

Estudantil em espécie     R$ 2,00

Inteira em cartão   R$ 3,90

Estudantil em cartão       R$ 1,95

Tarifa social (cartão)       R$ 1,95

Inteira/linhas de bairro    R$ 3,20

Estudantil/linhas de bairro        R$ 1,60

Social/linhas de bairro     R$ 1,60

Fonte – PMN


Deixe um Comentário