Natal

Natal reduz taxa de óbitos no trânsito em 51% nos últimos 10 anos

Os dados se referem a registros dentro do município do Natal, incluindo as vias sob responsabilidade da Prefeitura, do Governo do Estado e do Governo Federal

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), apresentou os números dos acidentes de trânsito de 2019 à Comissão Intersetorial de Gestão de Dados do Projeto Vida no Trânsito. Segundo o órgão, foram registrados 5.560 acidentes – o que representa um aumento de 2,1% em relação a 2018, quando foram registrados 5.444 acidentes – e 53 óbitos, o que representa uma redução de 8,6% em relação a 2018, quando foram registrados 58 óbitos.

Os dados se referem a registros dentro do município do Natal, incluindo as vias sob responsabilidade da Prefeitura, do Governo do Estado e do Governo Federal, compilado pela STTU com dados do próprio órgão, do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP), Sistema de Informação de Mortes do Ministério da Saúde e Unidade Móvel de Trânsito (UMT), a última ligada ao Poder Judiciário.

Ainda segundo os dados apresentados pela STTU, em 2019 as cinco vias que registraram os maiores números de acidentes foram a Av. Eng. Roberto Freire (354 acidentes), Av. Prudente de Morais (293 acidentes), Av. Dr. João Medeiros Filho (252 acidentes), BR-101 Norte (230 acidentes) e Av. Bernardo Vieira (161 acidentes). Dessas vias, as avs. Eng. Roberto Freire e Dr. João Medeiros Filhos são de responsabilidade do Governo do Estado, a BR-101 Norte é administrada pelo Governo Federal e as avs. Prudente de Morais e Bernardo Vieira são administradas pela STTU.

DÉCADA DE AÇÕES PARA SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Analisando os últimos 10 anos, a taxa de óbitos a cada 100 mil habitantes dentro do município do Natal caiu de 12,19 para 5,99 por 100/hab., uma redução de 51% e que indica que a cidade deve cumprir a meta da Década de Ações para Segurança no Trânsito (2011 a 2020), definida pelas Nações Unidas (ONU) e que estabelece uma meta de reduzir em 50% os óbitos no trânsito.

Durante esse período, as cinco vias que registraram o maior número de óbitos foram a Av. Dr. João Medeiros Filho (30 óbitos), BR-101 Norte (21 óbitos), BR-101 Sul (20 óbitos), BR-226 (15 óbitos) e Av. Moema Tinoco da Cunha Lima (13 óbitos). A primeira e a última são administrados pelo Governo do Estado, enquanto as demais são de responsabilidade do Governo Federal.

Dentre as vias municipais, a Av. Prudente de Morais aparece em 6º lugar (11 óbitos), a Ponte Newton Navarro em 9º lugar (10 óbitos) e a Av. Interventor Mário Câmara em 10º lugar (08 óbitos).

NATAL+VIDA

Para buscar reduzir o número de acidentes, a Prefeitura do Natal – por meio da STTU – criou o Programa Natal+Vida, que selecionou as dez vias sob responsabilidade municipal com maior número de óbitos para realizar uma análise detalhada e adotar ações nas áreas da engenharia, fiscalização e educação de trânsito.

Além das vias municipais já citadas, participam do programa as avs. Hermes da Fonseca, Coronel Estevam, Deodoro da Fonseca, Presidente Café Filho e Senhor do Bonfim.


Comente aqui