Brasil

Mulher denuncia vereador por mensagens racistas contra filha de 2 anos: “Pretinha feia e fedida”

FOTO: REPRODUÇÃO

A mãe da menina de 2 anos que registrou boletim de ocorrência contra o vereador de Planalto (SP) Gercimar Maximiliano de Mattos (Solidariedade) após receber mensagens ofensivas sobre a filha negra diz que ficou em choque e despedaçada com a situação. O vereador, também conhecido como Gerson do Bar, nega ter enviado as ofensas.

A mãe, Carolaine Vilela, contou que publicou uma foto da filha ao lado da filha do vereador, já que é amiga da ex-mulher dele. Após a publicação, Gercimar teria escrito ofensas, que podem ser lidas no diálogo acima.

“Não tive reação na hora. Fiquei em choque. Continuei respondendo, e ele fez mais ofensas contra a menina. Isso me despedaçou”, conta Carolaine Vilela, mãe da criança.

Em um dos prints da conversa pelo WhatsApp, é possível ver os insultos contra a criança: “Eu não quero essa sua pretinha feia e fedida com a minha filha”.

Carolaine alega que, após divulgar o caso nas redes sociais, começou a ser ameaçada. Por conta disso, precisou mudar de endereço e a filha parou de frequentar a creche.

“Vou sozinha para o serviço, mas meus patrões precisam me trazer por conta do medo. Não consigo me sentir segura, porque tenho certeza da impunidade. Eu gostaria que isso não ficasse impune. Não vou deixar ficar impune. O que ele fez com a minha filha não se faz com ninguém. Chorei tanto na semana que aconteceu”, disse a mãe.

Versão do vereador

O vereador afirma que nunca falou com Carolaine e nega que tenha enviado as mensagens ofensivas. Ele também diz que não fez ameaça nenhuma.

“Jamais, nunca na vida, eu teria coragem de ofender um adulto dessa forma, que dirá uma criança”, conta o vereador.

Investigação

A Polícia Civil de São José do Rio Preto (SP) instaurou inquérito para investigar se o parlamentar cometeu crime de injúria racial.

Por exercer cargo de vereador, Gercimar será investigado pela Delegacia Seccional de São José do Rio Preto (SP).

Além de registrar boletim de ocorrência, Carolaine protocolou uma denúncia na Câmara de Planalto. Por decisão unânime, os vereadores criaram uma Comissão Processante para investigar a quebra de decoro de Gercimar. A conclusão do relatório deve sair nos próximos dias.

O advogado do vereador informou que entrou com pedido na Justiça para que o procedimento da Câmara seja suspenso. Ele também afirmou que o cliente não cometeu os crimes de ameaça e de injúria.

G1


1 Comentário

  • Essa é a reação natural de todo canalha, covarde e vagabundo. Conscientes de que, realmente, NÃO DÁ EM NADA, atuam dessa forma, desrespeitando, abusando e praticando crimes infames e vis iguais esse. As provas são irrefutáveis, indesmentíveis. Típico caso que pode ser resolvido por um PAI.

Comente aqui