Sem categoria

MPF mira Haddad e aliados em investigação sobre improbabilidade administrativa

AÇÃO TEM COMO BASE A DELAÇÃO PREMIADA DE LÉO PINHEIRO, EX-PRESIDENTE DA OAS. FOTO: DIVULGAÇÃO/PT

O Ministério Público Federal divulgou que irá abrir uma ação para apurar a conduta de Fernando Haddad e de seus aliados, sobre improbabilidade administrativa. As informações foram apuradas pelo Lauro Jardim, do O Globo.

Inquérito tem como base a delação premiada de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS. De acordo com a MPF, ele contou a “vantagem indevida consistente no pagamento de uma dívida de campanha do então prefeito Fernando Haddad, no valor de R$ 5 milhões, como contrapartida para a continuidade dos contratos da OAS com a Prefeitura de São Paulo”.

Pagamento foi feito a pedidos de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, com o conhecimento de Antônio Donato, ex-secretário de governo de Haddad, e Chico Macena, tesoureiro na época da campanha. A Procuradoria da República em São Paulo investiga ação.

iG


Comente aqui