Política

MPE-RN emite parecer por multa e cassação do prefeito e vice de Guamaré

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL QUE PEDE A CASSAÇÃO DA CHAPA VENCEDORA DA ELEIÇÕES SUPLEMENTARES EM GUAMARÉ NO ANO DE 2018. FOTO: DIVULGAÇÃO/BLOG CABUGI NEWS

O Ministério Público Eleitoral da 30° zona de Macau/Guamaré-RN emitiu parecer manifestando-se pela Procedência da AIJE que pede a cassação do registro da candidatura da chapa Adriano Diógenes e Iracema nas eleições suplementares de 2018, em Guamaré. A ação foi movida pela coligação “Guamaré Merece Mais” durante o período eleitoral de 2018.

O MPE reconheceu crime eleitoral cometido, através de compra de votos e opina para que o registro do prefeito Adriano Diógenes e da vice-prefeita, sejam cassados.

A recomendação do Ministério Público Eleitoral é referente ao vídeo em que o ex-prefeito José Câmara – fiel correligionário do prefeito Adriano – aparece comprando votos em uma localidade do município.

Antes de você ler abaixo o Parecer do Ministério Público Eleitoral, assista ao vídeo que provocou toda essa ação de investigação da justiça eleitoral.

Com informações do blog Cabugi News e Blog do Levany Junior


Deixe um Comentário