Mundo

México não quer que atirador de El Paso que deixou 22 mortos nos EUA seja executado

CRUSIUS ENFRENTA PENA DE MORTE NOS ESTADOS UNIDOS. FOTO: REUTERS

O presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador disse nesta sexta-feira (16) que seu governo não quer que o autor do ataque em um supermercado de El Paso, Texas, que deixou 22 mortos, inclusive oito mexicanos, seja condenado à pena de morte.

“Nossa Constituição não permite a pena de morte, nós por convicção não queremos que haja pena de morte”, disse López Obrador durante sua rotineira coletiva matinal.

O mandatário garantiu que a chancelaria e a procuradoria procuram uma forma de participar do julgamento de Patrick Crusius, extremista branco de 21 anos que em 3 de agosto abriu fogo dentro de um Walmart frequentado por latinos na cidade americana.

O atirador, preso no local, disse que seu objetivo era matar o maior número de mexicanos, porque o governo de López Obrador condenou o ataque como um “ato terrorista” contra mexicanos.


Deixe um Comentário