Política

Mesmo sendo cearense, deputado General Girão defende suposta discriminação de Bolsonaro ao NE e diz que críticas são ‘cantilenas’

Curiosamente, mesmo sendo natural de Fortaleza (CE), o deputado federal General Eliéser Girão (PSL-RN), 64 anos, rebateu as críticas feitas ao presidente Jair Bolsonaro, após criticar o governador do Maranhão e se referir aos estados da região Nordeste pelo termo “Paraíba”- termo considerado pejorativo para se referir a nordestinos fora da região, especialmente no Rio de Janeiro, estado de Bolsonaro.

Em sua conta no Twitter, Girão classificou as críticas como ‘cantilena de quem perdeu por vários anos’.  “Sou cearense com muito orgulho, mas adotei e fui adotado pelo RN. Quanto ao termo Paraíba, ele é usado nos quartéis e nas ruas do Sul e Sudeste. Não o considero pejorativo”.

Certamente, o parlamentar nordestino não lembra o discurso de posse de Bolsonaro, onde ele afirmou lutar por uma sociedade sem discriminação ou divisão, com respeito às religiões, e sem amarras ideológicas. Bolsonaro também se comprometeu com a proteção da democracia brasileira e com a construção de uma sociedade mais justa.


Deixe um Comentário