LAVA JATO

Mesada de Cabral era maior do que a do tráfico, diz ex-executivo da Andrade Gutierrez

Geraldo Bubniak

SÉRGIO CABRAL COBRAVA MESADA DE R$ 500 MIL (Foto:Geraldo Bubniak | Agência O Globo)

Em sua delação à Lava-Jato, Alberto Quintaes, ex-executivo da Andrade Gutierrez, afirmou que a empreiteira foi achada por traficantes no Rio de Janeiro. A bandidagem exigiu uma mesada de R$ 450 mil para que uma obra no corredor expresso Via Light fosse para frente.

O valor é menor do que a mesada que, de acordo com delatores, Sérgio Cabral (foto) cobrava da Carioca Engenharia na reta final do governo: R$ 500 mil.

Fonte: O Globo/ Guilherme Amado


Deixe um Comentário