Interior do RN

Merece processo: vereador do PT de Macau assedia esposa de colega durante sessão legislativa

O VEREADOR DO PT GIA FOI ACUSADO DE ASSÉDIO CONTRA UMA MULHER CASADA E RESPONDEU QUE É HOMEM E QUE NÃO IMPORTA DE QUEM SE TRATA “SE ELA CAIR EU VOU” . FOTO: REPRODUÇÃO

A sessão da Câmara Municipal de Macau da noite dessa segunda-feira, 2, teve discussão sobre benefícios do Proedi, “Lula Livre”, “Marielle Presente” e o pior, assédio do vereador do PT Cláudio Gia a mulher do colega Oscar Paulino.

O vereador iniciou seu pronunciamento tecendo críticas ao prefeito Túlio Lemos e pedindo que a casa tome iniciativa quanto a questão do lixo espalhado pela cidade. Até aí tudo bem, mas Cláudio Guia seguiu iniciando uma série de críticas ao vereador Oscar Paulinho o chamando de “vereador palhaço”.

Oscar retrucou dizendo que se alguém tinha que chamá-lo de “palhaço” seria ela mesmo. “Eu tenho autorização para me chamar de palhaço, mas não permito que ele me chame de palhaço”. Oscar continua trazendo à tona um caso de assédio praticado por Gia, afirmando ter uma gravação onde uma mulher casada o denuncia por haver enviado mensagens às 4h. “Isso é grave, ele [Gia] tem que ter cuidado com o que fala”.

Gia, sem respeito e pudor, respondeu ao colega e disse que ele deveria “dar nome aos bois da mulher que eu [Gia] tô cantando, se ela cair eu vou, pode ser até a sua ilustre. Porque eu sou homem“, disse.

A falta de respeito de Gia gerou grande confusão, na transmissão da sessão é possível ver a esposa do vereador Oscar, deixando a Casa.

A presidente da Câmara,  Dyana Lira encerrou rapidamente o expediente Legislativo.

Assista:


Deixe um Comentário