Esporte

Meia do Sol alcança marca de 7 mil atletas e encerra inscrições

VAGAS PARA TODAS AS DISTÂNCIAS FORAM COMPLETAMENTE PREENCHIDAS ANTES DO PRAZO FINAL DEFINIDO EM REGULAMENTO. FOTO: DIVULGAÇÃO

As inscrições para a Meia Maratona do Sol 2019 estão oficialmente encerradas. Antes mesmo do fim do prazo final, que seria até o domingo (8), já nesta quarta-feira (4) as 7 mil vagas da prova estão completamente preenchidas para as distâncias de 21km, 10km e 5km. A competição ganhará as ruas de Natal no dia 21 de setembro, com largada marcada para acontecer na Arena das Dunas, às 16h.

O evento esportivo traz à capital do Rio Grande do Norte gente dos quatro cantos do país, inclusive quem já morou por aqui. É o caso da professora universitária Juliana Pereira Souto Barreto, que atualmente reside em Aracaju e leciona no Instituto Federal de Sergipe. Ela conta que o amor pela corrida surgiu em uma fase de pressão de sua vida. “Estava no meio de um doutorado, acima do peso e com extrema dificuldade de concentração. Além disso, de alguma forma, havia deixado muito da minha vida social de lado. Tudo isso em meio a uma tomada de decisão sobre continuar em São Paulo e fazer minha vida por lá ou voltar para Natal. Foi assim que a corrida entrou em minha vida”, conta.

Juliana diz que a volta para Natal, em 2013, foi um período de mudanças e descobertas. “Voltei para Natal com uma agenda em aberto. Para quem estava acostumada a viver dando muitas aulas, aquela situação não era nada confortável. Foi na mesma época em que descobri que tinha Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)”, diz. A professora relata que com diagnóstico começou a ler e estudar tudo sobre o assunto, mas ali do lado nascia a paixão por correr. “Em paralelo, algo mágico acontecia e transcendia o uso de qualquer Ritalina. Aquilo era mil vezes mais curativo e regenerador do que qualquer outra terapia feita antes em minha vida (e olha que fiz muitas e de todos os tipos). Eu estava correndo”, vibra ao relembrar.

Atualmente, como corredora de rua, ela revela o prazer que tem em praticar a modalidade. “Ao correr, estranhamente, descobri que era ali a minha encantadora zona de conforto. Era exatamente quando eu mais me movimentava, que conseguia me concentrar e pensar com clareza. Paradoxalmente, entendi que era unicamente quando eu estava correndo, que eu conseguia finalmente parar. Correr tornou-se a minha ioga”, sente.

A professora universitária está entre os inscritos da Meia do Sol, competição na qual ela participará pela segunda vez. “Foi uma das minhas primeiras meias. Aconteceu no meu segundo ano de corrida. Estava ansiosa, mas, ao mesmo tempo, muito feliz só de estar ali naquela festa e entre os meus amigos. Terminei com 2h08. Cheguei bem. Foi uma das minhas melhores corridas. Eu a corri de coração cheio. Estava concretizada minha paixão e ela não seria algo passageiro. Aquele foi meu momento de certeza, renascimento. Fiz, enfim, as pazes com a Cidade do Sol e comigo acima de tudo. Este ano, eu a correrei novamente, cinco anos depois. Volto à minha cidade para celebrar esta grande festa, pois motivos tenho de sobra”, completa.

Assim como Juliana, milhares de atletas com suas histórias se juntarão na Meia do Sol deste ano. Agora, os 7 mil corredores de rua já são esperados para percorrer os trajetos da corrida que consolidou o Rio Grande do Norte no cenário da modalidade no país. O evento é assinado pela HC Sports, empresa responsável por organizar os maiores eventos esportivos realizados em solo potiguar, com patrocínio do Instituto de Radiologia/ Grupo Fleury, Arena das Dunas, Holiday Inn, Potigás, Cristalina, Nagem e Sempre Verde Hortifruti, com apoio da Crion Eventos, Café Santa Clara, WM, Infinity Energy Drink e ABIH/RN.


Deixe um Comentário