Variedades

Marinha do Brasil e Iate Clube do Natal realizam neste domingo regata em homenagem a Batalha Naval do Riachuelo

Com a presença de autoridades militares e civil, será realizado neste domingo, a tradicional Regata Batalha Naval do Riachuelo, evento esportivo que faz parte do calendário anual de regatas do Iate Clube do Natal, em comemoração a uma importante data para a Marinha do Brasil, a Batalha Naval do Riachuelo, um dos maiores triunfos da história militar do País.

A cerimônia de abertura da competição náutica terá início com o hasteamento das bandeiras do Brasil, do estado do Rio Grande do Norte e do Iate Clube do Natal, acompanhado da execução do Hino Nacional. Durante o evento a Banda de Música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal irá se apresentar.

Na ocasião, o Comodoro do Iate Clube , advogado Kaleb Freire, servirá uma feijoada aos convidados da Marinha do Brasil e aos competidores.

Este ano, a regata “A Vela” terá a participação de aproximada 30 atletas, em embarcações das classes Laser, Dingue, Day Sailer/Flash, Oceano e Snipe e as crianças na Classe Optimist.

Após a competição, haverá a premiação dos vencedores, com entrega de medalhas pelo Comandante do 3º Distrito Naval e demais autoridades presentes.

BATALHA DO RIACHUELO

O conflito, ocorrido entre os anos de 1864 e 1870, foi considerado de suma importância para a vitória da Tríplice Aliança (Brasil, Uruguai e Argentina) frente às forças paraguaias.

Brasileiros, sob comando do Almirante Francisco Manoel Barroso da Silva, enriqueceram de brio e orgulho a história de nosso País, superando dificuldades e arriscando a própria vida.

Era 11 de junho de 1865, durante a guerra do Paraguai. O dia sereno, iluminado por um sol brilhante com um céu sem nuvens. Nossos marinheiros se preparavam para o ato religioso que culminaria com uma missa a bordo da fragata Amazonas, no rio Riachuelo. Mas, a tranquilidade foi rompida pelo aviso de “Inimigo à vista”. De imediato, foi tocado postos de combate para todos guarnecerem suas posições de batalha. Às oito horas e trinta minutos, por detrás de um vasto arvoredo, começaram a surgir os vapores inimigos.

Travou-se, então, o combate decisivo que ficaria conhecido como a Batalha Naval do Riachuelo, no qual os Brasileiros combateram e venceram os seus inimigos, incentivados por nova ordem do Almirante Barroso: “Sustentar o fogo que a vitória é nossa” e “Sustentar o fogo que a vitória é nossa”.

Esta é uma homenagem ao Almirante Barroso – Herói da Pátria, bem como àqueles que perderam suas vidas na defesa de nosso território.


Deixe um Comentário