Famosos

Marina Elali conta que sua música virou “um hino” para pessoas com depressão

FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

No início dos anos 2000, a cantora Marina Elali ficou muito famosa por cantar mais de 20 temas de novelas. É ela a dona da voz da canção “Eu Vou Seguir”, tema da personagem de Gabriela Duarte em “Sete Pecados”, lançada em 2007. Quase 15 anos após o sucesso da música, Elali conta exclusivamente ao iG Gente que a canção se tornou importante para pessoas com depressão.

“Meio que virou um hino. Na época recebi inúmeras cartas de pessoas que disseram que saíram da depressão escutando a música. Até hoje as pessoas me agradecem”, diz. Os recados também apontam melhoras na recuperação de pessoas com síndrome do pânico e até câncer.

Marina atribui esse efeito à positividade da letra. Na época, ela não esperava esse tipo de resposta. “Eu tinha vinte e poucos anos e, na minha cabeça, estava só gravando um tema de novela. Não imaginava o alcance daquele poder para ajudar as pessoas. A partir daquele momento, a chave virou e comecei a entender que não era só sobre cantar, mas que minha missão era ajudar as pessoas”, afirma.

Após dois anos afastada dos palcos, tanto pela maternidade como pela pandemia, Marina Elali se prepara para lançar um álbum de canções de ninar. Com ele, ela segue esse mesmo desejo de ajudar com foco em famílias com crianças pequenas.

“Sou uma artista que gosta sempre de fazer as coisas de forma verdadeira, então pensei que o que eu mais estava vivendo no momento era 100% a maternidade. Quis compartilhar com outras mães que estão grávidas ou que querem ser mães”, explica.

O novo trabalho é inspirado em sua relação com a filha, Luna, de dois anos. O primeiro single do álbum, chamado “Dorme Em Paz”. Todas as canções cantadas no álbum são cantadas no dia a dia de sua filha. Antes do projeto nascer, ela chegou a compartilhar um vídeo cantando um trecho da canção nas redes sociais. Nos comentários, diversos fãs pediram para ouvir mais a canção, o que também a impulsionou a gravar o projeto.

iG


Comente aqui