Famosos

Marcius Melhem pede R$ 200 mil de danos morais a Dani Calabresa na Justiça

CASO VENÇA A AÇÃO, MELHEM PRETENDE DOAR O DINHEIRO À ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA A CRIANÇA DEFICIENTE (AACD). FOTO:REPRODUÇÃO

Depois de ser acusado de assédio, o ator Marcius Melhem entrou com um processo na Justiça contra a atriz Dani Calabresa. Segundo o portal UOL, ele quer indenização de R$ 200 mil por danos morais e materiais de Dani, que teria o processado e o denunciado à direção da Globo, emissora para qual ele trabalhava como um dos redatores do Zorra na época do ocorrido. Além disso, ele pede, na ação, o ressarcimento do custo de tratamento psiquiátrico/psicoterápico no valor de R$ 46,4 mil. Caso vença a ação, Melhem pretende doar o dinheiro à Associação de Assistência a Criança Deficiente (AACD).

Ainda segundo o UOL, o advogado de Marcius Melhem reuniu uma série de áudios trocados por Marcius e Dani, mostrando que havia intimidade entre eles entre 2017 e 2019. Mais do que isso, a ideia da defesa de Marcius é mostrar que essa relação deles ia além da profissional, já que algumas mensagens teriam tom sexual e jocoso.

Na ação, o advogado Marcello de Camargo Teixeira Panella diz que o tratamento entre eles “é absolutamente incompatível com aquele esperado de uma sedizente vítima de assédio.” “O tom jocoso e íntimo era constante no tratamento entre ambos. Entre autor e ré eram comuns as brincadeiras, inclusive de natureza sexual. Mas nada aí havia de constrangedor, abusivo ou imposto. Tais manifestações, com efeito, se davam no âmbito da livre esfera de vontade de dois adultos, solteiros, maiores e capazes. Sob essa ótica nada há a ser recriminado ou censurado; frise-se, não sendo cabíveis quaisquer juízos de valor a respeito”, continua o texto.

Em uma reportagem publicada na revista Piauí, que lançou luz nesse caso, Melhem é acusado de ter beijado Dani sem o consentimento dela durante uma festa da Globo, em 2017. Na matéria do UOL, ele não nega os beijos, mas alega que foram trocados “de modo absolutamente consensual”. Na mesma época da publicação inicial, Dani foi às redes sociais e disse que não queria ser vista como uma mulher assediada, mas que precisava se defender.

A defesa de Melhem ainda ressalta que Dani pedia conselhos profissionais a Melhem. “Se fosse verdade o veiculado na Piauí, não seguiria a ré requisitando conselhos pessoais e profissionais ao autor. Fosse verdade, não teria a ré encaminhado dezenas de áudios carinhosos ao autor, enaltecendo-o nos âmbitos pessoal e profissional. Fosse verdade, não teria enviado áudios e mensagens para comentar e divertir-se com situações inusitadas por ela vivenciadas”, reforça.

Em dezembro, Dani Calabresa e outras mulheres que trabalhavam na Globo à época entram com um pedido de investigação da conduta de Marcius Melhem pelo Ministério do Público. Um processo interno também teria sido movido na Globo contra o ator.

Diário de Pernambuco


Comente aqui