Cidades

Manifestantes de esquerda agridem policiais e impedem o direito de “ir e vir” dos cidadãos

Os ânimos aumentaram ao longo desta sexta-feira, 8, no ato de repúdio dos militantes contra homenagem à Rogério Marinho na Assembleia Legislativa. A manifestação, que começou com poucas pessoas reunidas na Praça Sete de Setembro, logo virou um “mar de atuações” contra o direito de ir e vir dos cidadãos. A polícia precisou intervir, uma vez que muitos manifestantes começaram a impedir o acesso dos deputados à Casa e até mesmo o trânsito da população nas imediações.

Com a atuação policial para tentar “conter os ânimos”, muitos manifestantes entraram em confronto com a polícia e chegaram a agredir policiais.


Deixe um Comentário