Brasil

Latam pode criar nova empresa no Brasil para forçar redução de salário

FOTO: GETTY IMAGES

A negociação acirrada entre os aeronautas e a Latam Brasil fez a aérea esboçar um “plano B” de criar outra empresa no país para conseguir reduzir o custo do grupo com a folha de pagamentos dos pilotos e comissários da empresa. O plano foi revelado pelo diretor de operações no Brasil, Geraldo Meneses, durante conferência com tripulantes na quarta-feira. O Estadão/Broadcast teve acesso ao vídeo do encontro.

A Latam e a categoria travam uma disputa há meses envolvendo o corte definitivo dos salários da tripulação. Enquanto Gol e Azul negociaram com seus tripulantes reduções temporárias por causa da pandemia, a Latam quer o corte definitivo. A argumentação da empresa é que, por ser a mais antiga, tem salários superiores.

A fala do executivo veio após os tripulantes questionarem os passos da empresa caso a proposta de redução permanente de salário não seja aprovada por uma das categorias (pilotos, copilotos e comissários). “Isso é um tema que estamos estudando” disse, destacando que o grupo tem projeto para uma empresa doméstica e internacional no país e que esse projeto somente se torna viável se as três funções aprovarem.

“Se uma das funções não aprovar, vamos ter uma discussão interna de como vamos avançar nesse projeto novo, de uma nova empresa voando as rotas domésticas e internacionais. A gente ainda não tem a resposta para isso. O que temos é um plano B, que seria voar em uma outra empresa com um custo de salário mais baixo do que a gente inclusive está propondo aqui”, afirmou o executivo, durante a transmissão.

Exame


Comente aqui