Polêmica

Juiz Herval Sampaio surge em nova polêmica sobre os penduricalhos do judiciário

O BLOG FATOR RH REGISTROU ALGUMAS DAS FRASES DITAS PELO MAGISTRADO, AOS GRITOS, EM DEFESA DO QUE ACHA NORMAL E ATÉ JUSTO. FOTO: DIVULGAÇÃO/BLOG DO BARRETO

Depois da postagem do video hoje pela manhã com a advogada Maria Eduarda Freire fazendo críticas ao que considerou privilégios da magistratura, do Ministério Público e dos militares, o Juiz Herval Sampaio, Presidente da Associação dos Magistrados, rebateu, de forma azeda, em outro vídeo. As informações são do blog Fator RH.

A repercussão foi muito grande entre os leitores do blog e nas redes sociais.

Um leitor enviou um novo áudio, desta vez de um debate entre o mesmo juiz Sampaio e um interlocutor, aparentemente numa entrevista numa emissora de rádio.

A fonte do blog informou que este áudio é, possivelmente, de um programa de rádio na última sexta feira.

O interlocutor é chamado de João Saraiva.

Novamente auxilio saúde, auxílio alimentação e ” penduricalhos”  são alguns dos assuntos em debate.

O juiz chega, em muitos momentos, a se exaltar e a gritar na defesa das suas causas.

Neste áudio sobra também para a imprensa.

A fonte do blog informou que este áudio é, possivelmente, de um programa de rádio na última sexta feira. O blog anotou algumas das frases ditas pelo Juiz Herval Sampaio, aos gritos, em defesa do que acha normal e até justo.

Leiam algumas das frases:

1- “Auxílio saúde e auxílio alimentação são os dois tipos que sequer foram contestados pela própria mídia, que fez um escarcéu na época. Mostrou uma inconformidade de forma incoerente”.

2- “A bola da vez continua sendo  o Judiciário”;

3 – “O TJ do RN só tem dois auxílios- Saúde e alimentação”;

4- “Eu desafio qualquer um, inclusive a imprensa (já bem exaltado). A magistratura faz tempo que não e o teto. É piso”;

5- “Defensor Público ganha mais; Delegado ganha mais; Procurador ganha mais; advogado da União ganha mais; Procurador Federal ganhou honorários advocatícios no acordo com a OI, mais de 1 bilhão. Quando  for dividir é dinheiro que não acaba mais”;

Aqui o Juiz está aparentemente descontrolado.

O apresentador tenta acalmar e mudar o rumo do monólogo mas o Juiz Herval Sampaio não para.

6- ” Vamos deixar de ser demagogos e só atacar o Judiciário”;

7- “O Judiciário é o protetor da sociedade. Na hora que nós tivermos um Judiciário fraco, quem perde, inclusive, é a imprensa”;

8- “A imprensa livre, sabe do que precisa? Precisa é investigar todo mundo. Todo mundo, inclusive as autoridades do Executivo, do Parlamento, os bandidos”;

9- “Todo mundo precisa do Judiciário. O Judiciário precisa ser forte”;

10- “Então vamos deixar de ser incoerentes e vamos tratar as coisas como elas são. Os pingos nos is”;

Ao final, o interlocutor reforça a crítica aos penduricalhos.

O Juiz reagiu: “Penduricalho não”.


Comente aqui