Esporte

Jornal diz que Barcelona ofereceu ao PSG o que ‘não tinha por Neymar’ e conclui: ‘História de uma oferta fantasma’

ATACANTE BRASILEIRO DEIXOU CLARO QUE GOSTARIA DE IR PARA O BARCELONA. FOTO: ZHE JI/GETTY IMAGES

Após o fechamento da janela de transferências na última segunda-feira, a permanência de Neymar no Paris Saint-Germain foi assegurada. A vontade do atacante brasileiro era voltar ao Barcelona, mas a possibilidade de transferência pode ter sido menor do que parecia.

Nesta terça-feira, 3, o jornal espanhol Marca detalhou os bastidores da negociação e explicou que as tratativas dão a sensação de terem sido “mais teatro do que um interesse verdadeiro”. Segundo o diário, em primeiro lugar, o Barcelona não tinha o dinheiro que ofereceu ao PSG para contratar Neymar.

Com a chegada de Griezmann por 120 milhões de euros (R$ 550 milhões) no começo da janela, o time catalão precisaria pedir um empréstimo para pagar os 130 milhões de euros (R$ 595,8 milhões) oferecidos ao time francês, o que era considerado pela diretoria como uma “medida perigosíssima”.

Além disso, de acordo com o periódico, jogadores que foram envolvidos na proposta como moeda de troca, como Dembélé, Philippe Coutinho, Rakitic e Umtiti, não foram sequer perguntados se teriam interesse em ir para Paris.

As contratações de Neymar e Griezmann eram consideradas “incompatíveis” internamente, já que o Barça ficou sem dinheiro depois de contratar o francês. O objetivo inicial de mercado era Griezmann, e quando a oportunidade de ter Neymar surgiu, os catalães não quiseram abortar a negociação com o ex-Atlético de Madrid por receio de ficar sem nenhum dos dois.

Outro ponto é que não havia consenso sobre a contratação de Neymar nem mesmo na própria diretoria do Barcelona, com vários dirigentes importantes considerando a negociação economicamente inviável, de acordo com o Marca.

Por fim, o presidente Josep María Bartomeu prometeu aos principais jogadores do elenco culé que tentaria de tudo por Neymar, mas os atletas logo perceberam que as coisas não aconteciam como os diziam. Neymar, por sua vez, pressionou o PSG dizendo que só sairia para o Barça, descartando outras opções, mas não teve sucesso.

ESPN


Deixe um Comentário