Mundo

Joe Biden escolhe pediatra trans para ser secretária-adjunta de saúde

RACHEL LEVINE É A PRINCIPAL AUTORIDADE DA ÁREA NA PENSILVÂNIA E FOI ANUNCIADA NESTA TERÇA PARA A EQUIPE DO PRESIDENTE ELEITO DOS ESTADOS UNIDOS. FOTO: REPRODUÇÃO

O presidente eleito dos Estados Unidos  Joe Biden anunciou nesta terça-feira (19), que escolheu a pediatra Rachel Levine como Secretária-Adjunta de Saúde. Levine é pediatra e será a primeira autoridade federal  transgênero confirmada pelo senado americano.

Em um comunicado, Biden afirmou que Rachel trará a experiência que os Estados Unidos precisa. “Ela trará a experiência que precisamos para ajudar as pessoas a superar esta pandemia – não importa seu código postal, raça, religião, orientação sexual, identidade de gênero ou deficiência – e atender às necessidades de saúde pública de nosso país neste período crítico momento e além ”, disse.

“Ela é uma escolha histórica e profundamente qualificada para ajudar a liderar os esforços de saúde de nossa administração”, completa Biden. Levine atualmente é Secretária de Saúde da Pensilvânia e lidera a resposta pública à pandemia do coronavírus, ganhando destaque por conta do trabalho no estado.

Pediatra, Rachel Levine foi nomeada pelo governador Tom Wolf em 2015 como Médica Geral da Pensilvânia, aprovada com unanimidade pelo Senado. Logo depois ela foi promovida à Secretária de Saúde do estado. No combate ao coronavírus sua popularidade cresceu em todo o estado, embora as regras agressivas de distanciamento social também tenham tornado a médica alvo de ataques.

iG


Comente aqui