Brasil

Jean Wyllys e Manuela D’Ávila vão processar novo secretário de Bolsonaro

Os ex-deputados federais Jean Wyllys (PSOL) e Manuela D’Ávila (PCdoB) disseram que vão processar o jornalista e apresentador Edilásio Barra, que será o novo secretário do Audiovisual do governo Jair Bolsonaro (PSL). As informações são da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

O futuro secretário, conhecido como “tutuca”, compartilhou em sua conta do Instagram uma foto na qual afirma que Jean Wyllys e Manuela teriam sido os mandantes da facada contra Bolsonaro durante a campanha. A publicação dizia ainda que o ex-deputado teria renunciado e mudado de país por conta disso.

“O cerco está fechando, Jean Wyllys Manuela D’vila (sic) são os principais suspeitos como mandantes no crime contra Bolsonaro. Esse é o motivo de sua renúncia! Fugir para Cuba e pedir asilo político!”, diz o post, que conta com fotos dos dois parlamentares e de Adélio Bispo, autor da facada. Barra apagou a publicação logo depois de ser procurado pela Folha .

Com informações da Folha de SP


Deixe um Comentário