Governo

Jean Paul Prates visita base de lançamento aeroespacial da Guiana Francesa para possíveis investimentos na Barreira do Inferno

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) é um dos parlamentares brasileiros que integram a missão oficial do Senado ao Centro de Lançamento Aeroespacial da Guiana Francesa, na cidade de Kouru. A viagem, iniciada nesta segunda-feira, 3, foi organizada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e é liderada pelo ministro Marcos Pontes. Um dos objetivos é conhecer o modelo do polo tecnológico que deverá ser adotado no Programa Aeroespacial Brasileiro, que irá incluir as bases de Alcântara (MA) e da Barreira do Inferno (RN).

Jean Paul comentou que “o setor aeroespacial tem apresentado impacto significativo na economia da Guiana Francesa, gerando quase 5 mil empregos e movimentando anualmente mais de R$ 1 bilhão”.

O senador destacou que, neste setor em específico, a experiência francesa em Kourou “serve de referência tanto para Alcântara quanto para a Barreira do Inferno”.

“Na Guiana Francesa foi implantado um polo tecnológico que trouxe grande desenvolvimento econômico a toda a região, fomentando a criação de empresas locais voltadas à inovação e ao fornecimento de bens e serviços”, completou.

Jean Paul ressaltou que um dos capítulos do programa de governo defendido pela governadora Fátima Bezerra (PT) nas eleições de 2018 tratava justamente do tema do Polo Aeroespacial do RN. O senador, um dos colaboradores do plano, explicou que a ideia é assegurar a inclusão da Barreira do Inferno no Programa Aeroespacial do Brasil.

O próprio ministro Marcos Pontes assegurou a Jean Paul que tem planos para a Barreira do Inferno.

“A Barreira do Inferno continua operacional, fazendo o treinamento com foguetes menores e o acompanhamento dos lançamentos que acontecem lá. Além da atividade científica que já é realizada, nossa ideia é explorar o potencial turístico daquele centro, para que Natal seja uma janela para o Programa Aeroespacial do Brasil. Quando o programa começar a crescer, vamos fazer um centro de formação de pessoal, porque precisaremos de jovens interessados na área de Engenharia Aeroespacial”, detalhou o ministro.

“O Rio Grande do Norte e o Maranhão, pela tradição com seus centros de lançamento de foguetes, têm muito a aproveitar com a experiência francesa em Kourou. Temos de transformar esse aprendizado em parcerias entre Brasil, França e os governos do RN e do MA para criar uma cadeia industrial e de inovação em torno das bases de Alcântara e da Barreira do Inferno. Isso pode representar uma série de oportunidades de investimentos e de geração de emprego e renda”, acrescentou.

Agenda

Na chegada à Guiana Francesa, hoje pela manhã, os integrantes da missão brasileira foram recebidos pelo presidente do “Collectivité Territoriale de Guyane”, Rodolphe Alexandre. Neste primeiro dia está prevista uma reunião com o comandante das Forças Armadas da França na Guiana, responsável pela segurança da Base de Lançamentos de Kourou. Em seguida, eles serão recebidos pelo governador Patrice Faure.

Na terça-feira, 4, a comitiva segue de Caiena para a cidade de Kourou, onde fica instalado o Centro de Lançamento. Os parlamentares e o ministro Marcos Pontes também se reunirão com o prefeito de Kourou, Ringuet.

Em seguida, visitarão um complexo de empresas industriais e farão um tour pela cidade. À tarde, a comitiva visitará o Centro de Lançamentos, encerrando a missão internacional da delegação brasileira.


Deixe um Comentário