Sem categoria

Jaime Calado ironiza ressurgimento de Carlos Eduardo com críticas a Fátima: “Deve ter passado muito tempo no Japão”

SECRETÁRIO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, JAIME CALADO, E EX-PREFEITO DE NATAL CARLOS EDUARDO. FOTO: 98 FM / REPRODUÇÃO

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, ironizou nesta sexta-feira (18) o ressurgimento no debate público do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), que tem feito críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) em entrevistas a emissoras de rádio da capital potiguar.

Ao programa “12 em Ponto 98”, da 98 FM, o secretário de Fátima disse que o ex-prefeito “deve ter passado muito tempo no Japão”, por ter se ausentado das discussões políticas desde as eleições de 2018 e ressurgir agora, a pouco mais de um ano da próxima disputa.

Jaime Calado rebateu a declaração de Carlos Eduardo de que a gestão atual está “fadada ao fracasso” por não ter uma capacidade reduzida de investimento. O secretário argumentou que, apesar das críticas do ex-prefeito, o Governo do Estado regularizou o pagamento dos salários dos servidores – o que tem contribuído, segundo ele, para a melhora da economia do Rio Grande do Norte. Ele lembrou que a atual gestão assumiu herdando quatro folhas salariais atrasadas.

“Eu acho que ele deve ter passado muito tempo no Japão. Ele deve estar muito longe da realidade para dizer isso. Quando há disputa política, não devia ser assim, mas é. É um metendo pau no outro, mesmo que não tenha razão. Agora virou moda as pessoas dizerem coisas que Deus duvida”, enfatizou o secretário.

Vice de Fátima

Na mesma entrevista, Jaime Calado revelou que pretende ser o candidato a vice na chapa da governadora Fátima Bezerra que vai concorrer à reeleição em 2022. Foi a primeira vez que o secretário falou publicamente sobre a possibilidade, já especulada por interlocutores do governo.

O secretário – que foi prefeito de São Gonçalo do Amarante por dois mandatos – afirmou que deverá disputar a posição com o atual vice-governador, Antenor Roberto (PCdoB), e que, “na hora H”, terá vantagem o político que mais acrescentar à chapa.

“Ele pode se candidatar também. Já é candidato nato. Mas, na hora H, vai valer a história: vale quanto pesa nesse caso. Não estou fazendo comparação. Eu gosto muito de Antenor. Eu fui um dos que defendi Antenor para vice. Ele sabe disso. Ele é um rapaz muito capaz, honesto, decente. É um cara extraordinário. Mas, quando só tem uma vaga, há disputa natural”, enfatizou.

Jaime Calado acrescentou que, se não for candidato a vice-governador em 2022 na chapa com Fátima Bezerra, vai disputar uma vaga de deputado federal – o que representaria uma ameaça à ampliação da bancada do PT do RN na Câmara dos Deputados, que hoje só tem a deputada Natália Bonavides. A ideia é que o PT e a ala que apoia Jaime no Pros sejam aliados na disputa do ano que vem.

“Vai completar 10 anos que eu não sou candidato a nada. Só apoio. E não estou arrependido não. Está dando certo. Então não tem do que reclamar. Mas eu penso mesmo em ser candidato. Agora a quê eu não sei ainda. Vai passar muita água por debaixo da ponte. Então, pode acontecer de tudo, inclusive nada”, complementou.

Portal 98 FM


Comente aqui