CORONAVÍRUS

Ivermectina pode reduzir risco de morte em até 75%, diz estudo

CIENTISTAS DE DIVERSOS PAÍSES FIZERAM REVISÃO DE OUTROS ESTUDOS E RELACIONAM MEDICAMENTO ANTIPARASITÁRIO À REDUÇÃO DA CARGA VIRAL. FOTO: ILUSTRAÇÃO

Um estudo, ainda não revisado por pares, conduzido por pesquisadores de 12 países sugere que o antiparasitário ivermectina poderia ter um papel importante na redução de mortes por covid-19.

O grupo fez um trabalho chamado de meta-análise, que consiste na revisão de artigos científicos já publicados no mundo sobre o tema. Foram incluídos 18 ensaios clínicos que envolveram 2.282 pacientes.

A conclusão foi de que a ivermectina “estava associada à redução de marcadores de inflamação e eliminação viral detectada no PCR mais rápida”.

Ainda de acordo com os pesquisadores, em seis estudos que envolviam casos moderados ou severos de covid-19, em 75% houve redução da mortalidade em quem fazia uso da ivermectina.

As conclusões foram publicadas no dia 19 de janeiro na plataforma Research Square e ainda precisam ser revisadas por pares para ter valor científico.

Os próprios autores relatam que “muitos estudos que foram incluídos [na meta-análise] ainda não foram publicados ou revisados por pares”, o que deixa o trabalho “sujeito a questões confusas”.

“Além disso, houve uma grande variação nos padrões de tratamento entre os ensaios, e a dose de ivermectina e a duração do tratamento foram heterogêneas. A ivermectina deve ser validada em estudos randomizados controlados de forma apropriada antes que os resultados sejam suficientes para revisão pelas autoridades regulatórias.”

R7


Comente aqui