Internacional

Iron Maiden interrompe show ao ver fã apanhar de 10 seguranças na plateia

BRUCE DICKINSON, VOCALISTA DA BANDA, INTERROMPEU O SHOW PARA CONTAR O QUE TINHA VISTO. FOTO: REPRODUÇÃO

Um garoto foi agredido por dez seguranças em um show do Iron Maiden em Tacoma Dome, Washington, na noite dessa quinta, 5. O relato da agressão foi feito por Bruce Dickinson, vocalista da banda, que interrompeu o show para contar o que tinha visto. 

“Estampos com um fã do Iron Maiden no backstage que apanhou pra caramba de dez seguranças,” disse Dickinson ao microfone. “E eu vi um desses caras se debruçar sobre a grade para socar um menino da metade do tamanho dele no rosto, quatro vezes. Tinham dez pessoas – dez! Isso não é luta livre. E se fosse ainda teria juiz, sabe, mas não é isso,” comentou indignado.

Para ele, o incidente foi inusitado – algo que não acontece em shows do Iron Maiden. Dickinson sugeriu um processo ao local. “Tocamos para vários milhares de pessoas nesta turnê, e foi a primeira vez que algo assim aconteceu. Não sei se isso é comum [na casa de show] ou se foi loucura pura. Espero que o menino esteja recebendo tratamento agora, porque ele estava sangrando de vários machucados na cabeça. E espero que ele arranque dinheiro dessa p**** de lugar.”

Concluiu o discurso pedindo a solidariedade da plateia e tocando uma música em ”homenagem” aos agressores: “Se alguém tem algum tipo de filmagem, qualquer coisa, então ficaríamos gratos por ajudar a facilitar que a gente ache esses bullies e criminosos responsáveis. [Bater] não é necessário, não é importante, não é inteligente. É somente bullying, simples assim. E essa música é bem apropriada: chama-se ‘The Evil That Men Do,” completou. A música em português significa algo como “O Mal que o Homem Faz.”

  Rolling Stone Brasil



Deixe um Comentário