Cidades

Insatisfeito com derrota, prefeito interino Ronaldo Venâncio abandona cidade e deixa Ceará-Mirim repleta de lixo

O PREFEITO ELEITO VAI TER MUITOS DESAFIOS PELA FRENTE, A COMEÇAR PELA LIMPEZA DA CIDADE. FOTO: CEDIDA

O prefeito interino de Ceará-Mirim, Ronaldo Venâncio, parece que não aceitou bem a derrota nas eleições suplementares do município, que teve como vencedor o prefeito eleito Júlio César (PSD), com 65,04% dos votos válidos, no último dia 1º de dezembro. Entre os problemas que o novo gestor vai precisar encarar é o abandono do município como muito lixo pelas ruas. O prefeito eleito Júlio César, que será empossado nesta segunda-feira, 23, às 16h, na Câmara Municipal, dia que terá também a festa da vitória, a partir das 20h.

VÍDEO CEDIDO POR LEITOR DO BLOG DO FM

Moradores denunciaram com várias fotos uma cidade abandona pelo lixo, por fornecedores que não fizeram mais a coleta e o sinal de alerta é acionado para o novo gestor.

Ronaldo Venâncio teve sua candidatura impugnada nas eleições suplementares na reta final da campanha, uma decisão do juiz da 6ª Zona Eleitoral, Peterson Fernandes Braga, uma ação do Ministério Público, com base a reprovação das contas do prefeito interino, por parte do Tribunal de Contas do Estado (TCE), quando era o presidente da Câmara Municipal, no exercício financeiro de 2005. Em 2007, foi aberto procedimento pelo TCE. Um ano depois, Ronaldo Venâncio recorreu, mas o TCE julgou improcedente. O valor recente de R$127.790,33 teve origem no processo nº 012855/2007, transitado e julgado em agosto de 2018.

No total, foram oito contas reprovadas de Ronaldo Venâncio em processos já transitado e julgado no TCE (Tribunal de Contas do Estado). O Município já executou R$ 292.447,41 e pede devolução ao erário.


Deixe um Comentário