Geral

Inferno astral: prefeito de São Gonçalo recebe o repúdio das religiões de matriz africana, após dar declaração estapafúrdia

Sonhando as 24 horas do dia em eleger a esposa, Teresinha Maia, deputada estadual, o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio, o “Paulinho da Habitação”, viveu nesta sexta-feira um inferno astral, com o seu nome sendo alvo de chacotas nas mídias digitais, depois que ele declarou que o atraso de obras de sua gestão se devia a ‘forças do além’ – “um catimbó feito por feiticeiro”.

O azarado prefeito, certo que estava dando algum tipo de declaração de alto nível, disse com todas as letras que iria enfrentar as ‘forças do além’. “Haveremos de acabar com esse catimbó, descobrir o feiticeiro e mostrar para a população”, bradou o alcaide.

As declarações do prefeito viralizaram nas redes sociais e rapidamente se transformaram na ‘piada do dia’. Quem não achou graça na conduta do “Paulinho da Habitação” foram às entidades ligadas à cultura afro – cujos integrantes dificilmente agora vão sequer cogitar em votar na sua esposa-candidata.

O  Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial emitiu uma nota de repúdio na tarde desta sexta-feira, na qual consideram que o prefeito “atingiu gravemente todos os povos tradicionais de religiões de matriz africana” (ver abaixo).



Deixe um Comentário