Emprego

Índice que mede ritmo do emprego sobe para maior nível desde abril de 2019

O INDICADOR MOSTRA QUE OS NÚMEROS SUBIRAM 1,5 PONTO EM DEZEMBRO NA COMPARAÇÃO COM O MÊS ANTERIOR, CHEGANDO A 89,9 PONTOS

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) terminou 2019 em seu maior nível desde abril, indicando uma perspectiva mais otimista para o mercado de trabalho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, subiu 1,5 ponto em dezembro na comparação com o mês anterior, chegando a 89,9 pontos, maior leitura desde os 92,5 pontos registrados em abril.

“Depois de passar por alguns meses sem mostrar uma reação clara, o indicador sugere que as expectativas para o mercado de trabalho se tornaram mais favoráveis no último trimestre”, disse o economista Rodolpho Tobler em nota.

“Contudo, o patamar ainda baixo do indicador mostra que ainda há um longo caminho pela frente e que o cenário de recuperação gradual se mantém para o início de 2020”, completou.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), que capta a percepção das famílias sobre o mercado de trabalho, teve queda de 0,8 ponto em dezembro, para 95,3 pontos. O comportamento do ICD é semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto menor o número, melhor o resultado.

Exame


Deixe um Comentário