Cidades Geral Governo Natal Polícia Segurança Social

Imagens mostram túnel de 30 metros escavado na Cadeia Pública de Natal

Em trechos do vídeo, é possível ver lâmpadas fluorescentes e um ventilador conectados à uma fiação que corre por toda a dimensão do túnel (Foto: Reprodução)

Em trechos do vídeo, é possível ver lâmpadas fluorescentes e um ventilador conectados à uma fiação que corre por toda a dimensão do túnel (Foto: Reprodução)

Com um aparelho celular, agentes penitenciários gravaram um vídeo que mostra, por dentro, como já estava bastante avançada a escavação de um túnel que seria utilizado para a fuga de detentos do Presídio Provisório Professor Raimundo Nonato Fernandes, também chamado de Cadeia Pública de Natal. O túnel que, segundo a direção da unidade, tem aproximadamente 30 metros de extensão, foi descoberto na quarta-feira (27), mas as imagens só vieram à tona neste sábado (30).

As imagens divulgadas mostram que o túnel possuía uma rede elétrica que garantia iluminação e ventilação aos presos durante as escavações. Em trechos do vídeo, é possível ver lâmpadas fluorescentes e um ventilador conectados à uma fiação que corre por toda a dimensão do túnel. Garrafas pet, usadas para armazenar água, também aparecem na gravação.

“O túnel tinha uns 30 metros. Foi aberto a partir da cela 1 do pavilhão A. Não faltava praticamente mais nada para os presos escaparem. Com mais alguns centímetros eles estariam do lado de fora, já no meio da rua Iguatu, que passa ao lado do presídio”, disse Dinorá Simas, diretora da unidade. “No mesmo dia que descobrimos o túnel, ele foi tapado com cimento”, acrescentou.

O túnel foi encontrado durante uma revista feita por agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE), unidade de elite da Secretaria de Justiça e Cidadania. “A revista foi feita depois que recebemos uma denúncia anônima”, ressaltou a diretora. Toda a terra retirada foi amontoada sobre os beliches e banheiro da cela. “Como os presos estão soltos no pavilhão desde os motins que aconteceram em março do ano passado, é difícil pra gente fazer uma fiscalização diária”, explicou Dinorá.

O pavilhão A tem 180 detentos. A unidade tem capacidade para 216 presos, mas atualmente está com 515.

(Maior fuga da história): Em janeiro deste ano, 46 presos usaram túnel para escapar da Cadeia Pública de Natal. Foi a maior fuga da história do Rio Grande do Norte; na ocasião, sete foram recapturados (Foto: G1/RN)

(Maior fuga da história): Em janeiro deste ano, 46 presos usaram túnel para escapar da Cadeia Pública de Natal. Foi a maior fuga da história do Rio Grande do Norte; na ocasião, sete foram recapturados (Foto: G1/RN)


Comente aqui