Esporte

I Jogos Paradesportivos do Natal terão disputa de medalhas neste final de semana

Os I Jogos Paradesportivos do Natal foram abertos na noite desta quinta-feira (16), em cerimônia realizada no Palácio dos Esportes Djalma Maranhão, palco das competições, com desfiles das delegações, juramento dos atletas e acendimento da pira paralímpica. O evento é uma realização a Prefeitura do Natal com organização da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL). A disputa de medalha acontece no sábado (18) e domingo (19), em cinco modalidades.

Para a Secretária de Esporte e Lazer, Danielle Mafra, os jogos representam um passo importante para a cidade. “A SEL está fazendo história no esporte e no paradesporto da cidade do Natal. É muito feliz e gratificante ver esses atletas com garra, determinação e força de vontade no campeonato. Essa diferença entre cada um é o que nos une de verdade”.

A secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Andréa Ramalho, que na ocasião representou o Prefeito Carlos Eduardo, prestou homenagem a presidente da Associação da Criança com Mielomeningocele Hidrocefalia e Paralisia Cerebral do Rio Grande do Norte (Neurinho), Juliana Andrade, pelos serviços prestados às crianças especiais na cidade. “A neurinho desenvolve um trabalho muito bonito com crianças de patologia neurológica crônica. Iniciativas como essa são importantes e merecem ser reconhecidas. Parabéns a todos os envolvidos pelo belíssimo trabalho e por incentivar nossa juventude também no esporte”, comentou.

O momento mais esperado da noite foi o percurso do fogo. A tocha paralímpica foi acesa e carregada por representantes das seis modalidades do torneio. A atleta natalense paralímpica Ana Raquel Lins, do triathlon, foi responsável por acender a pira. “Estou muito feliz com tudo isso. É uma etapa importante para nós e para a cidade”, afirmou.

A emoção tomou conta dos presentes do início ao fim da celebração de abertura. “Não há palavras para mensurar o que vivenciamos hoje. Foi simples e ao mesmo tempo com uma riqueza de calor humano e emoção, que nos encoraja a fazer cada vez melhor. Vamos viver os jogos!”, afirmou a professora Marília Rodrigues.

Bocha paralímpica, tênis de mesa, halterofilismo, corrida de rua e goalball são as modalidades que competem nos jogos. Além disso ainda haverá exibição de ciclismo adaptado. O torneio tem capacidade de atender até 300 atletas e tem participação voluntária de universitários capacitados nos fóruns do paradesporto. A SEL planeja atingir mais de 1000 pessoas entre participantes, familiares, instituições e público em geral.

PROGRAMAÇÃO
Sábado (18/11)
11h – Goalball
14h – Halterofilismo

Domingo (19/11)
07h30 – Corrida infantil
8h30 – Ciclismo, bocha paralímpica e tênis de mesa


Deixe um Comentário