Política

Henrique Alves “encara de forma natural” inquérito na Justiça Federal do RN

O EX-MINISTRO REITERA QUE NÃO COMETEU AS ILEGALIDADES APONTADAS NO INQUÉRITO. (FOTO: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM)

O EX-MINISTRO REITERA QUE NÃO COMETEU AS ILEGALIDADES APONTADAS NO INQUÉRITO. (FOTO: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM)

O ex-deputado federal e ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB) emitiu nota oficial sobre o fato do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter determinado o envio de inquérito aberto contra ele, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o empresário José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, da OAS para a Justiça Federal do Rio Grande do Norte.

De acordo com a nota, o político encarou de “forma natural” o encaminhamento “pelo fato de não se tratar de Operação Lava-Jato”. “Vale ressaltar que o inquérito se inicia para investigação apenas agora”, afirmou (na nota).

Ele aproveitou a nota para reiterar que não cometeu as ilegalidades apontadas no inquérito. “Henrique Alves reafirma com veemência que todos os recursos recebidos nas campanhas do PMDB/RN foram oficiais, devidamente registrados e as prestações de contas estão disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral, como determina a lei”.

Confir a íntegra da nota

“Henrique Eduardo Alves encara de forma natural o encaminhamento do processo para a Justiça Federal do Rio Grande do Norte pelo fato de não se tratar de Operação Lava-Jato. Vale ressaltar que o inquérito se inicia para investigação apenas agora. Henrique Alves reafirma com veemência que todos os recursos recebidos nas campanhas do PMDB/RN foram oficiais, devidamente registrados e as prestações de contas estão disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral, como determina a lei. Por último, ele destaca que está à disposição da Justiça, confiante que as ilações envolvendo o seu nome serão cabalmente esclarecidas”

Novo Jornal


Deixe um Comentário