Segurança

Guarda Municipal prende suspeito de agredir menor de idade grávida de sete meses em Natal

A PRISÃO OCORREU NA TRAVESSA CUSTÓDIA, BAIRRO POTENGI, NA ZONA NORTE DE NATAL. FOTO: DIVULGAÇÃO

Uma guarnição do patrulhamento preventivo da Ronda Saúde da Guarda Municipal do Natal (RondaS/GMN) prendeu na manhã do sábado (16), um homem de 25 anos suspeito de agredir uma jovem de 16 anos a qual tinha um relacionamento. A vítima, além de ser menor de idade, estava com sete meses de gravidez. A prisão ocorreu na Travessa Custódia, bairro Potengi, na zona Norte de Natal.

De acordo com relato dos guardas municipais, a equipe patrulhava as ruas do bairro Potengi quando foi abordada por populares informando de uma confusão entre um homem e uma mulher na qual o cidadão estava agredindo uma menor grávida. A guarnição se dirigiu ao local e confirmou o desentendimento do casal, sendo o suspeito abordado, feita revista pessoal e em seguida dada a voz de prisão.

O detido, vítima e testemunhas foram conduzidos pelos guardas à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, na zona Norte da capital. O preso foi enquadrado na Lei Maria da Penha, ficando à disposição da Justiça e devendo responder por agressão contra a menor de idade grávida. 

Neste mês de janeiro, a Patrulha Maria da Penha, criada pela Prefeitura do Natal, completou um ano de promulgação da lei que instituiu o programa. Várias prisões de suspeitos de violência contra a mulher foram realizadas pela ação dos guardas municipais na capital, que estão fazendo valer o que determina a legislação para casos de agressão contra mulheres. O condenado na Lei Maria da Penha poder cumprir até três anos de detenção.


Comente aqui