Tecnologia

Governo do RN investe no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação visando economizar recursos e valorizar servidores

Para dar andamento ao projeto, a Sead integrou parte da equipe de TI da Emater aos quadros da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e da Comunicação. Foto: Divulgação

Para fortalecer e estruturar o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Governo do Estado, visando economia de recursos, desenvolver sistemas e soluções tecnológicas próprias e valorizar os servidores estaduais, por meio da Secretaria de Estado da Administração (Sead), para a política estadual de TIC está promovendo a reestruturação do setor, com ampliação da equipe e aquisição de novos equipamentos.

Uma das ações já em curso é a implantação da Escola de Tecnologia da Informação para a Gestão Pública, instalada na sede da secretaria, cuja finalidade é modernizar a gestão estadual, por meio do desenvolvimento de novas soluções.

Além de dotar o Executivo Estadual de ferramentas tecnológicas que agilizam os serviços prestados e permitem maior controle das ações, tanto pela administração pública quanto pelos cidadãos, estima-se que o trabalho desenvolvido pela equipe que já integra a Escola resultou em uma economia de mais de R$ 6 milhões. Com as novas soluções que estão em desenvolvimento, esse montante pode superar os R$ 20 milhões.

“Promovendo o fortalecimento e ampliação do setor, a administração pública estadual se beneficia de três formas: valorizamos nosso quadro; contribuímos para a formação dos futuros profissionais da área que fazem parte do projeto – os alunos de instituições de ensino parceiras; e também economizamos recursos, uma vez que deixamos de contratar empresas prestadoras de alguns serviços de TIC”, pontua a secretária da Administração, Virgínia Ferreira.

Para dar andamento ao projeto, a Sead integrou parte da equipe de TI da Emater aos quadros da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e da Comunicação – (Cotic). Segundo o coordenador, Aluísio Dantas, a Cotic está sendo reestruturada.

O primeiro passo foi agregar à coordenadoria um grupo de trabalho formado pelo analista de sistemas, professor e servidor efetivo do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater/RN), Hideljundes Paulino, e os mais de 20 estagiários da área de Tecnologia, vinculados a outros órgãos como Sape, Sethas, Sedec, Control, Idiarn e Sesap.

“A transferência desse grupo vai reforçar a estrutura de TI da Sead, que tem entre suas atribuições a realização das atividades de administração das operações de TIC com a gestão do acesso e uso da Internet; das aplicações de sistemas corporativos e gestão de rede e comunicação”, aponta o coordenador.

O grupo foi formado em 2010, quando a Emater/RN, em conjunto com a Universidade Potiguar e a Secretaria da Agricultura do Estado, desenvolveu o aplicativo Ceres, com vários módulos, que reúne todas as informações sobre o agronegócio potiguar para subsidiar produtores, criadores, agricultores familiares e informar a população sobre políticas públicas voltadas para o setor com mais transparência.

Em seguida, o grupo desenvolveu o primeiro módulo do sistema de gestão de Recursos Humanos. Desde então, a ferramenta se ampliou muito e as soluções de RH, como o ponto eletrônico, ultrapassaram os limites do órgão e se expandiram para outras secretarias e órgãos da administração direta e indireta. Soluções como o sistema de geração de boletos e taxas para Idiarn e Igarn; Vigilância Socioassistencial, Sistema de Cadastro Único do RN, agendamento para a Central do Cidadão para a Sethas e o portal da mulher potiguar foram criadas e estão em funcionamento.

De acordo com Hideljundes Paulino, atualmente o grupo realiza testes em dois sistemas que serão muito importantes para o controle das ações e a transparência das informações do Governo do Estado: identificação por reconhecimento facial e de distribuição do leite, que utilizará a tecnologia de QR Code com um aplicativo de georreferenciamento (GPS) conectado à plataforma web para fazer o controle da cadeia de distribuição do leite, desde o produtor, passando pela usina, até o beneficiário final.

Integrada à Cotic, a equipe atua na reformulação do Portal da Transparência, com uma proposta mais alinhada com os órgãos de controle, interface mais amigável e que permita ao usuário compreender ainda mais os relatórios gerados, de modo a fortalecer a participação e o controle social; e no desenvolvimento do RNConsig (sistema de consignados do Executivo Estadual); dos aplicativos do Leite e do Ponto; e dos sistemas de inspeção vegetal – para controle de venda e uso de agrotóxicos – e o Kiron, de gestão hospitalar.

Com informações: Assecom\Sead


Deixe um Comentário