Economia

Governo chinês oficializa importação do melão potiguar

AGRÍCOLA FAMOSA, MAIOR EXPORTADORA DE MELÃO DO PAÍS, TAMBÉM ESTEVE NO ROTEIRO DOS ASIÁTICOS. FOTO: ELISA ELSIE

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (22), depois de aprovar vistoria realizada por uma comissão chinesa, com técnicos do IDIARN, na semana passada, no RN

O governo chinês oficializou a exportação do melão do Rio Grande do Norte para a China. As exigências fitossanitárias passaram por uma rigorosa inspeção dos chineses e estão aptas para iniciar a exportação da fruta para o país asiático. O resultado é fruto de um trabalho do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN – IDIARN, que esteve presente em Mossoró e nos municípios da área livre da mosca-das-frutas, juntamente com a comitiva chinesa, durante a inspeção, na semana passada.

“Essa é uma importante conquista para o Rio Grande do Norte. E comprova que o trabalho que a gente faz no IDIARN, de fiscalização das barreiras, de monitoramento, com equipe técnica sempre presente, acompanhando os produteores, os procedimentos que os chineses exigem… foi bem feito e, agora, reconhecido”, Magnos Lacerda, diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal do IDIARN.

Missão Chinesa

A comitiva chinesa acompanhada do Diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal, Magnos Lacerda, juntamente com fiscais estaduais agropecuárias, verificaram durante a inspeção na semana passada, o monitoramento da área livre da mosca-das-frutas na área urbana de risco e nos plantios de toda a área livre. O laboratório de triagem e identificação de pragas da Universidade Federal do Semiárido do RN – UFERSA – também passou por uma vistoria e foi elogiado pelos chineses.

Oito fazendas receberam a visita da comitiva que verificou a documentação comprobatória da presença do IDIARN no sistema de monitoramento, na certificação fitossanitária de origem e conferência dos procedimentos de embalagens no paking house. A Agrícola Famosa, maior exportadora de melão do país, também esteve no roteiro dos asiáticos, que puderam degustar as frutas para avaliar a doçura do melão que é medido por um aparelho que determina o grau brix.

Todo o processamento também foi vistoriado, desde a chegada das frutas até a finalização com o encaixamento. Já no campo, foram coletadas amostras para verificação de ocorrência de pragas, porém nada foi constatado, reforçando a exigência do alto padrão de exportação solicitado. A missão chinesa foi finalizada em reunião para apresentar as conclusões sobre todas as atividades realizadas.


Comente aqui