Política

Governador comunista não pretende disputar eleições presidenciais, diz jornalista potiguar em Brasília

FLÁVIO DINO É ACONSELHADO A MUDAR PARA LEGENDA DE MAIOR ELASTICIDADE. FOTO: REUTERS

O jornalista potiguar Walter Gomes, que cobre há anos os bastidores da política em Brasília, afirmou em sua coluna que a ‘esquerda’ identifica em Flávio Dino, comunista cristão, escolha conveniente para representá-la na campanha da sucessão presidencial de 2022.

Governador reeleito do Maranhão filiado ao PCdoB, o advogado com passagem na magistratura é aconselhado a mudar para legenda de maior elasticidade.

Dino pretende, porém, permanecer no Partido Comunista do Brasil. Avisa que não ambiciona Presidência da República. Por enquanto, “o melhor é jogar parado”, opina.

Ele é “opção considerável” – incentivada, também, por áreas do esquerdismo – para ser parceiro de Fernando Haddad (PT-SP) na chapa presidencial.



Comente aqui