Cidades

Funcionários demitidos da InterTV Cabugi preparam processo contra a emissora

FOTO: ILUSTRAÇÃO

Tem um grupo de radialistas e jornalistas que foram demitidos da InterTV Cabugi entre setembro do ano passado e março deste ano, preparando um processo coletivo contra a emissora.

Entre tantas reclamações, a cobrança do pagamento de 100% do valor/hora dos plantões nos domingos, a não remuneração extra por acúmulo de função por quem dirigia os veículos da empresa, e o que é considerado mais grave: assédio moral.

Há relatos no processo de assédio sofrido diariamente por um jornalista que hoje não trabalha mais na emissora.

Um repórter cinematográfico saiu na frente e entrou com uma ação junto ao MTE contra a afiliada da Globo e o julgamento está marcado para o dia 29.


Comente aqui