CORONAVÍRUS

Funcionando há 3 meses, Hospital de Campanha de Natal tem 75,77% de cura

FOTO: ALEX RÉGIS

Em funcionamento há três meses, o Hospital de Campanha de Natal (HCN) tem sido uma das peças fundamentais no sucesso obtido por Natal no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Nesse período, foram 611 pacientes admitidos e tratados na unidade. A taxa de pessoas curadas, que receberam alta na unidade, atingiu o patamar de 75,77% (419 pacientes). Já o número de óbitos foi de 134, com um percentual de 24,23%.

Até o último levantamento realizado pela direção do Hospital no dia 28 de julho, 52 pacientes estão internados no local, sendo 41 nos leitos clínicos e 11 na Unidade de Terapia Intensiva. O HCN conta com 120 leitos, sendo 100 de enfermaria e 20 UTIs com respiradores, monitores cardíacos, bombas de infusão, estrutura para realização de hemodiálise. Além disso, contam com tomógrafo, laboratório, farmácia, sala de assistência social e necrotério.

“Viabilizamos o Hospital de Campanha de Natal em tempo recorde. A taxa de pacientes curados comprova o acerto da gestão em implementar a iniciativa que reforçou nossa rede. Além do HCN, também ampliamos os leitos no Hospital Municipal, reestruturamos as Unidades de Pronto Atendimento, definimos horário maior de funcionamento para 10 Unidades Básicas de Saúde, implementamos os Centros de Enfrentamento à Covid, realizamos ações de testagem e estamos intensificando medidas de fiscalização. Graças a tudo isso e à contribuição do natalense, estamos atingindo essa queda da doença. Vamos seguir trabalhando para manter esses bons números”, ressaltou o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

Diariamente, 450 profissionais da saúde atuam na linha de frente do HCN somando esforços à Prefeitura do Natal no combate ao Coronavírus na capital. São médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos bioquímicos, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, engenheiros clínicos, técnicos de laboratório, técnicos em radiologia e auxiliares de farmácia que cuidam das pessoas que chegam à unidade com a Covid-19.

Em atenção aos que trabalham na linha de frente, ainda no final de julho, foram iniciadas no Hospital de Campanha atividades de Práticas Integrativas Complementares, oferecendo alguns serviços para os profissionais que lá atuam com: Auriculoterapia; Massoterapia; Relaxamento; Reflexologia. Outra iniciativa importante que tem ajudado a humanizar o atendimento no local é a terapia através de música.

A dinâmica de recebimento de pacientes é bem clara no Hospital de Campanha. O HCN é uma unidade de porta fechada, ou seja, não é para o cidadão que está com os sintomas se dirigir direto para o local. Ele deve buscar primeiramente as Unidades Básicas de Saúde, os Centros de Enfrentamento a Covid ou as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que irão fazer a avaliação dos casos e a posterior regulação do paciente para o Hospital de Campanha, se assim for preciso.


Comente aqui