Turismo

FIM DO TURISMO? Tarifas aéreas mais caras do Brasil “desviam olhar” do turista para o RN

O Passeio em Dromedários, foi suspenso nesta segunda-feira, 10, por tempo indeterminado. Foto: Canindé Soares

Os admiradores das belezas naturais que o Rio Grande do Norte oferece estão deixando de adicionar o Estado a suas listas de roteiros turísticos. Com tarifas aéreas caríssimas e já consideradas uma das maiores do país, o RN têm recebido cada vez menos turistas. Diante da triste situação, uma das atrações mais procuradas, o Passeio em Dromedários, promovido pela empresa Dromedunas, foi suspenso nesta segunda-feira, 10, por tempo indeterminado.

Para o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem do Rio Grande do Norte (ABAV RN), Abdon Gosson, caso não seja tomada uma medida efetiva, os reflexos para o RN poderão ser ainda maiores, incluindo fechamento de hotéis, sem contar no número de pessoas que ficarão desempregadas. “É uma cadeia de 52 seguimentos, ou seja, todos saem prejudicados. São milhares e milhares de pessoas sendo prejudicadas”, estima.

Presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem do Rio Grande do Norte (ABAV RN), Abdon Gosson. Foto: Reprodução\Internet

Em nota, o prefeito do município de Extremoz, Joaz Oliveira, lamentou a crise do turismo no RN, esclarecendo que apesar da crise, a Prefeitura está promovendo os atrativos do RN produzindo materiais impressos, vídeos institucionais, participando de feiras e eventos de turismo nacionais e até mesmo internacionais, com intensão de apresentar o potencial e significado turístico do Estado.

“Lamentamos saber que a empresa passa por tais dificuldades financeiras como muitas em nosso país. O nosso estado vive uma crise no turismo devido à malha aérea, que tem uma das maiores tarifas do Brasil. Esta é uma das principais barreiras que impedem a vinda de turistas para o RN”, disse o Prefeito do município. “Nos colocamos à disposição como sempre, para auxiliar na divulgação e apoiar as ações de melhoria e manutenção naquela Praia”, concluiu.

Prefeito de Extremoz, Joaz Oliveira, também lamentou a atual situação do turismo no RN. Foto: Canindé Soares

A Secretaria de Turismo do Estado, através da secretária Ana Maria Costa, também se posicionou lamentando a suspensão dos passeios. Veja a nota:

Recebemos com tristeza, no último final de semana, o comunicado a respeito da suspensão dos Passeios em Dromedários nas Dunas de Jenipabu/Santa Rita. Reconhecemos a importância e visibilidade que a Dromedunas proporcionou ao RN nos últimos 20 anos. Secretária de Turismo do RN, Ana Maria Costa. Foto: Reprodução\Internet

Recebemos com tristeza, no último final de semana, o comunicado a respeito da suspensão dos Passeios em Dromedários nas Dunas de Jenipabu/Santa Rita. Reconhecemos a importância e visibilidade que a Dromedunas proporcionou ao RN nos últimos 20 anos. O serviço é realmente um diferencial para o Estado e lamentamos que a sua realização tenha se tornado inviável financeiramente para a empresa que o desenvolve.

É importante ressaltar que essa crise atinge os empresários brasileiros desde 2015, como mencionado na nota emitida pela gerente geral da empresa, Cleide Batista. Sabemos que o poder aquisitivo do turista que vem ao nosso Estado não é mais o mesmo, estamos cientes da situação difícil pela qual as empresas de turismo têm passado e estamos trabalhando sem medir esforços para mudar esse cenário, pois o Turismo é prioridade para esse Governo.

Sobre a Dromedunas

Exclusiva na América Latina, a empresa proporciona aos turistas, alunos e pessoas em geral um atração turística diferenciada, através dos Passeios em Dromedários, por ser um passeio seguro, relaxante e exótico. As atividades tiveram início no dia 24 de Novembro de 1998 e os passeios educativos em 22 de Outubro de 2002.

A Dromedunas, além de levar o público a vivenciar o lazer através do passeio em dromedários, realiza ao mesmo tempo ações voltadas para a sustentabilidade, através de práticas diárias que assumem seu compromisso com a Responsabilidade Socioambiental permanente, adotando um comportamento ético e contribuindo para o desenvolvimento econômico, melhorando, simultaneamente, a qualidade nos serviços, a qualidade de vida de seus colaboradores e de suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo, com a geração de empregos diretos e indiretos.


Deixe um Comentário