Política

Filho de Mourão é nomeado assessor especial do novo presidente do BB, com salário de R$ 36 mil

MOURÃO (TERCEIRO A PARTIR DA ESQUERDA) E NOVAES (SEXTO) NA CERIMÔNIA DE POSSE DOS PRESIDENTES DO BB, CAIXA E BNDES, NA SEGUNDA-FEIRA. (FOTO: ED ALVES/CB/D.A PRESS)

Filho do vice-presidente Hamilton Mourão, Antonio Hamilton Roussel Mourão, deixou o cargo de assessor empresarial do Banco do Brasil, onde recebia um salário de R$ 12 mil, para ocupar a função diretamente ligada ao chefe da instituição, Rubem Novaes. No novo posto, Antonio vai ganhar mais de R$ 30 mil, mais que o dobro dos rendimentos anteriores.

Antonio é funcionário do Banco do Brasil há 18 anos e tomou posse no novo cargo na segunda-feira (7/1), mesmo dia em que Novaes assumiu a presidência da instituição. Ao ser procurada pela reportagem do Correio, a assessoria do Banco do Brasil confirmou a nomeação do do filho do general Hamilton Mourão. Antonio deverá assessorar Novaes nas questões envolvendo o agronegócio, tema no qual seria especialista, com 11 anos de experiência.

“Livre de interferência política”
Segundo a assessoria do banco, o cargo de assessor especial da presidência é de livre provimento de Novaes, que poderia ter escolhido um nome de fora da instituição, mas optou por alguém da própria casa, com experiência no tema.

Na avaliação do Banco do Brasil, a nomeação não fere nenhuma regra de ascensão. O Correio procurou a vice-presidência da República, que ainda não respondeu à reportagem.

Ao assumir o comando do banco ontem, ao lado de Mourão e do presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, Novaes disse que o “maior banco público do país” está livre de “interferência políticas”.
Correio Braziliense

Deixe um Comentário