Governo

A “chave de roda” funcionou: Fátima agradece a Ezequiel Ferreira e comemora aprovação de crédito extraordinário para quitar três folhas salariais

FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER/FÁTIMA BEZERRA

A “chave de roda” funcionou: a governadora Fátima Bezerra (PT), através de sua conta no micro blog Twitter, agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) e ao líder do governo na AL, George Soares (PL), a aprovação na tarde dessa quarta-feira, 11, do pedido de abertura de crédito extraordinário ao Orçamento Geral do Estado, no valor de R$ 1,7 bilhão. A movimentação foi intensa na Casa. Durante mais de seis horas os deputados estaduais debateram o Projeto de Lei 416/2019. Ainda pelo Twitter, Fátima Bezerra comentou o clima de tensão na governadoria. “Passei a tarde aqui na Governadoria mas a minha cabeça era voltada para a Assembleia Legislativa”, comentou Fátima. O debate em Plenário foi acirrado com posicionamentos à legalidade da aprovação da matéria em regime de urgência.

“Agradeço ao presid. da @Assembleiarn@DepEzequielRN e ao nosso líder do governo @georgesoares pela exímia condução da discussão, e quero aqui fazer um agradecimento especial a todos os deputados que independente de posição político-partidária votaram a favor dos Servidores”, disse a governadora no Twitter.

O fato é que a força do governo na casa legislativa funcionou, levando 16 deputados presentes no Plenário a aprovarem o projeto,deixando o deputado estadual José Dias (PSDB), que foi defensor intransigente da ilegalidade do projeto, literalmente “falando sozinho” na defesa de sua tese. Apenas o deputado Getúlio Rego (DEM) (que se absteve de votar) foi solidário aos argumentos sobre a ilegalidade do projeto enviado pelo governo e aprovado pelos deputados.

O presidente da Assembleia Legislativa se posicionou sobre a aprovação do projeto. “Historicamente temos sido parceiros da população potiguar e dessa vez não é diferente. Mais recentemente, foi assim quando a governadora Rosalba Ciarlini precisou de autorização para o fundo previdenciário, e em todos os pedidos que beneficiam os servidores”, disse. 

Depois da sessão que aprovou o projeto, a governadora Fátima Bezerra comemorou a vitória e enfatizou que vai quitar as três folhas salariais – novembro de 2018, dezembro de 2019 e 13º de 2019.

A medida injeta cerca de R$ 1 bilhão na economia potiguar e representa a quitação de 15 folhas salariais em um ano. Em comparação, o Governo do Estado fechou o ano de 2018 com 10 folhas salariais quitadas para parte do funcionalismo e 11 salários pagos a outro grupo de servidores.

A governadora ainda garantiu o calendário de pagamento anunciado anteriormente. “O calendário de pagamento dos servidores para o mês de dezembro/2019 está mantido, e o pagamento do décimo terceiro será realizado até o dia 2 de janeiro, a depender do fluxo financeiro da cessão onerosa”, frisou. De acordo com Fátima, o governo irá trabalhar para conseguir realizar o pagamento do 13º ainda antes da data informada.

Sobre o bônus dos royalties do Estado, ela explicou que serão utilizados para quitar a folha de novembro de 2018. “Nossa expectativa é realizar este pagamento o mais rápido possível, no mais tardar até janeiro, mas não vamos desistir de buscar realizar o pagamento de novembro de 2018 ainda este ano”.

“Os demais atrasados seguem na pauta do estado. Não vamos descansar enquanto não tivermos as receitas extras para quitar esse passivo com recursos oriundos do PEF (ainda aguardando aprovação do plano no congresso federal) e com recursos da segunda rodada da cessão onerosa”, continuou.

Fátima ainda agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ezequiel Ferreira e ao representante do governo na Casa, George Soares por conduzirem a discussão do crédito e aos demais deputados “que independente de posição político-partidária votaram a favor dos Servidores”.

Veja como votaram os deputados estaduais:

Votaram a favor:

Isolda Dantas (PT)
George (PL)
Francisco do PT
Kleber Rodrigues (PL)
Ubaldo Fernandes (PL)
Eudiane Macedo (Republicanos)
Raimundo Fernandes (PSDB)
Dr Bernado (Avante)
Vivaldo Costa (PSD)
Souza Neto (PHS)
Sandro Pimentel (PSOL)
Coronel Azevedo (PSC)
Alysson Bezerra (SD)
Albert Dickson (PROS)
Hermano Morais (MDB)
Ezequiel Ferreira (PSDB)
 
Abstenção:
Getúlio Rego (DEM)

Estava no plenário, mas não votou:

José Dias (PSDB)

Ausentes:

Kelps Lima (SD)
Cristiane Dantas (SD)
Nelter Queiroz (MDB)
Gustavo Carvalho (PSDB)
Tomba Farias (PSDB)
Galeno Torquato (PSDB)


Comente aqui