Governo

Fátima Bezerra participa de festa da Padroeira em Serra Negra e anuncia liberação de R$70 mil para reforma de altar barroco da Igreja

FÁTIMA ACOMPANHA OS FESTEJOS NA CIDADE HÁ MAIS DE 10 ANOS. FOTO: DEMIS ROUSSOS

A festa bicentenária da padroeira da cidade de Serra Negra, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó, aconteceu na noite de sexta-feira, dia 6. Na ocasião, foi realizada a tradicional novena, seguida de jantar na praça servido aos paroquianos e contou com a presença da governadora Fátima Bezerra, que frequenta os festejos há mais de 10 anos. Fátima anunciou liberação de recursos no valor R$ 70 mil para obras de recuperação do altar da Igreja.

“Acompanho a situação da igreja e reconheço a importância do seu altar, que necessita de restauração, e asseguro que existe toda a disposição do governo para que possamos dar encaminhamento a essa obra”, disse ela ao ser questionada por radialistas a respeito da liberação dos recursos oriundos das emendas parlamentares, sendo que uma delas,  proposta pelo deputado Gustavo Carvalho, no valor de R$ 70 mil, já foi liberada e está na conta da igreja.  Foram quatro emendas, incluindo uma da ex-deputada Márcia Maia, no valor de R$ 50 mil, que está na esteira dos chamados “restos a pagar”.

Além dessas, há também uma proposta pelo deputado Hermano Morais (R$ 30 mil) e outra por Vivaldo Costa (R$ 50 mil). “Sobre a liberação das emendas, tudo isso está sendo estudado e espero a compreensão dos paroquianos, porque Serra Negra sabe das dificuldades das finanças do Estado. Basta ver a situação na qual encontramos a folha de pagamento”, justificou.

Após cumprir agenda no Alto Oeste, a governadora foi recebida pelo vereador Heraldo Alves e sua esposa Soraia Dantas, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Na residência do casal, concedeu entrevista ao vivo para as rádios Rural e Princesa da Serra. Estavam presentes o ex-prefeito Urbano Faria e o deputado estadual Francisco do PT.

SEGURANÇA HÍDRICA

Fátima garantiu que está empenhada com a liberação de recursos para a obra da Barragem da Dinamarca. “O Rio Grande do Norte foi bastante contemplado no plano da Segurança Hídrica, do Governo Federal. Conseguimos incluir o projeto Seridó, cujo maior destaque é a Barragem da Dinamarca. Este projeto interligará todas as barragens e adutoras da região”, afirmou.

Atualmente, a barragem tem capacidade para armazenar 2,5 milhões de metros cúbicos. O reservatório está situado em um boqueirão do rio Espinharas, afluente do rio Piranhas-Açu, nas proximidades da cidade de Serra Negra do Norte. Os recursos de R$ 620 mil são oriundos do saldo do convênio do Projeto Seridó, entre o Governo do RN e a Agência Nacional de Águas (ANA).

O Projeto Seridó é fruto de um convênio estabelecido entre o Governo do Estado e a Agência Nacional de Águas (ANA). Para a fase de estudos, foram investidos R$ 5,5 milhões. Já para a etapa de execução, estão orçados cerca de R$ 150 milhões.

O projeto integra o Plano Nacional de Segurança Hídrica e visa garantir oferta de água, pelos próximos 50 anos, na região, uma das mais castigadas pela estiagem, através do uso das águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional – PISF. A ideia é interligar as adutoras já existentes com as que estão projetadas, criando um grande cinturão de águas e estruturando as cidades para que elas passem pelos períodos de seca sem grandes transtornos.


Deixe um Comentário