Luto

Familiares encontram corpo do bebê de mulher que chegou morta a maternidade em Parnamirim

Maternidade Divino Amor fica em Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

MÃE CHEGOU SEM VIDA À MATERNIDADE DIVINO AMOR, EM PARNAMIRIM, NESTA SEGUNDA (7). (FOTO: ACSON FREITAS/INTER TV CABUGI)

O corpo do bebê de uma mulher que chegou morta na Maternidade Divino Amor, em Parnamirim nesta segunda-feira (7), foi encontrado na madrugada de hoje (8) dentro de uma mala na casa dela. Maria Idelma Mota da Silva, de 32 anos, deu entrada no hospital já com parada cardíaca. Os médicos ainda fizeram procedimentos para tentar reanimá-la, mas o óbito foi confirmado às 12h07. Os médicos descobriram que ela havia dado à luz pouco antes de chegar à unidade. Porém ninguém soube explicar onde estaria o bebê.

Com o corpo da mulher, estava a placenta, que indicava que um parto foi feito antes de ela chegar à maternidade. A placenta pesou 780 gramas, o que, segundo os profissionais, aponta que a gravidez estava perto do fim e que não se tratou de um aborto. É considerada aborto a morte do feto de até 5 meses.

O natimorto foi encontrado por familiares e foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) durante a manhã. As investigações que foram iniciadas pela 1ª Delegacia de Parnamirim serão transferidas para a delegacia do município vizinho, chefiada pelo delegado Normando Feitosa.

A polícia ainda investiga o caso para saber a causa das mortes e porque o bebê não foi levado ao hospital.

Com informações do G1 RN


Deixe um Comentário