Brasil

Facebook atende ordem de bloqueio global de contas, mas vê decisão “extrema”

FOTO: DIVULGAÇÃO

Depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes aumentou de R$ 20 mil para R$ 100 mil a multa ao Facebook pela não retirada do ar de perfis de bolsonaristas fora do país, a empresa recuou. Em nota divulgada neste sábado (1º), o Facebook disse que não teve alternativa a não ser cumprir a ordem judicial.

A partir de sexta (31), a multa pelo não bloqueio seria de R$ 100 mil por dia para cada um dos 12 perfis não bloqueados. O Facebook classificou a ordem como “extrema” e disse que ela representa  riscos à liberdade de expressão fora da jurisdição brasileira e entra em conflito com leis e jurisdições ao redor do mundo. “Devido à ameaça de responsabilização criminal de um funcionário do Facebook Brasil, não tivemos alternativa a não ser cumprir com a ordem de bloqueio global das contas enquanto recorremos ao STF.”

Moraes, que é o relator do inquérito das fake news no Supremo, havia intimado o presidente da empresa no país, Conrado Leister, por não bloquear os perfis. Caso se recusasse a cumprir as solicitações do ministro, o presidente da empresa no Brasil poderia ser responsabilizado pessoalmente.

Congresso em Foco



Comente aqui