Brasil

“EU O RECONDUZIREI à presidência da Fundação”, diz Bolsonaro sobre afastamento de Sérgio Camargo da Fundação Cultural Palmares

O JORNALISTA FOI NOMEADO EM NOVEMBRO PARA A PRESIDÊNCIA DO ÓRGÃO QUE É RESPONSÁVEL PELA PROMOÇÃO DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA. FOTO: REPRODUÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro publicou um poster no Twitter nesta sexta-feira, 13, em defesa do jornalista Sérgio Camargo, cuja nomeação para o comando da Fundação Cultural Palmares acabou suspensa. Em “letras garrafais”, Bolsonaro afirmou que pretende reconduzi-lo ao cargo, caso a decisão judicial que resultou no afastamento de Camargo seja revertida.

O governo federal suspendeu a nomeação do jornalista e militante de direita Sérgio Camargo para a presidência da Fundação Palmares em uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU) publicada na noite de quarta-feira, 11.

Na ocasião, a assessoria da Secretaria Especial da Cultura, informou que a suspensão de Camargo foi oficializada “apenas para atender a decisão judicial” do juiz Emanuel Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará.

O magistrado acatou no último dia 4 o pedido de uma ação popular que indicava a incompatibilidade do jornalista para o cargo pelos seus posicionamentos em redes sociais.

O jornalista foi nomeado no dia 27 de novembro para a presidência do órgão que é responsável pela promoção da cultura afro-brasileira.



Comente aqui