CORONAVÍRUS

Estudo identifica novo coronavírus em buldogue francês e vira-lata no Brasil

SEGUNDO PESQUISADORES, UM BULDOGUE FRANCÊS E UM VIRA-LATA SÃO OS PRIMEIROS CÃES NO BRASIL OFICIALMENTE CONTAMINADOS PELO VÍRUS QUE CAUSA A COVID-19 EM HUMANOS. FOTO: ILUSTRAÇÃO

Nesta semana, a UFPR (Universidade Federal do Paraná) divulgou uma informação que deixa os donos de cachorros em alerta. Segundo estudo que analisa cães e gatos em seis capitais do país, um buldogue francês e um vira-lata são os primeiros cães no Brasil oficialmente contaminados pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), que causa a Covid-19 em humanos.

No mundo, outros animais domésticos também foram diagnosticados desde o começo da pandemia. Mas os especialistas reafirmam que não há indícios de que os pets possam transmitir a doença para humanos. São os donos dos animais, ao que tudo indica, que os contaminam, segundo informações do CDC (Centro de Controle de Doenças) e da FDA (agência dos Estados Unidos semelhante à Anvisa por aqui).

Os dois cães que foram contaminados com o vírus são de Curitiba (PR). O dono do buldogue francês recebeu o resultado positivo na última semana e, aos pesquisadores, ele disse que notou uma leve secreção nasal no animal. Já a tutora do vira-lata e de outros três cachorros, afirmou que todos tiveram discretos episódios de espirros. O novo coronavírus , no entanto, só foi identificado em um deles.

iG


Comente aqui