Segurança

Estudantes, aposentados e agricultores representaram 50% dos suicidados no RN, aponta estudo

SÓ NO ANO DE 2018, A TAXA DE SUICÍDIOS POR 100 MIL HABITANTES NO RN FICOU EM 6 POR 100 MIL. FOTO: GETTY

O Observatório da Violência do Rio Grande do Norte começa a expor os primeiros dados sobre seu estudo das taxas de suicídios no RN (cooperação com a UFRN).

Seguem algumas reflexões primeiras:

40% dos suicidados tinham renda de até 4 salários mínimos, seguido por 22,9% sem atividade remunerada, até dois SM com 21,6%. 50% dos suicidados no estado (2011-2019) são agricultores, aposentados, estudantes e trabalhadores da construção civil. O desalento, depressão e outros fatores ajudam a pensar o fenômeno.

Só no ano de 2018, a taxa de suicídios por 100 mil habitantes no RN ficou em 6 por 100 mil, enquanto o de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) ficou com 43,6 por 100 mil. Apesar de não parecer tão discrepante, a diferença está diminuindo a cada ano.

No locais dos suicídios, 82,6% ocorreram dentro da própria residência da vítima. 5,6% dentro de outras áreas edificadas. 2,2% na Ponte Newton Navarro. Pendurado em árvores em área de mata foram 1,9%.

Homens são 82,8% dos suicidados contra 17,2% de mulheres. No caso de CVLIs, homens são cerca de 94% contra 6% de mulheres.


Deixe um Comentário