Geral

Estátua do “Anjo Azul”, que antes encantava por sua imponência, vira lixo em praça de Ponta Negra

ESCULTURA JORDÃO

Nesta quarta-feira, 24, quando se comemora o Dia do Artista, um mau exemplo retrata o descaso com a arte e artistas do Rio Grande do Norte. Segundo o jornalista Chrystian de Saboya, a escultura do Anjo Azul, obra do escultor Jordão, que até pouco tempo adornava, com a sua imponência, a paisagem da Avenida Hermes da Fonseca, hoje se resume a uma sucata cultural, abandonada em praça pública do bairro de Ponta Negra.

Em seu micro blog Twitter, Saboya lamenta o fato e diz que Natal não merece conviver com o abandono.



1 Comentário

Deixe um Comentário