Esporte

Estádio do América Futebol Clube já é realidade, após duas tentativas frustradas

ARENA AMÉRICA SERÁ INAUGURADA NESTE DOMINGO COM GRANDE EXPECTATIVA DE PÚBLICO. FOTO; DIVULGAÇÃO

Por José Vanilson Julião – Jornalista Colaborador

A primeira ação para construção de um equipamento esportivo à altura da tradição, acomodar a torcida do América Futebol Clube (AFC) e servir de alçapão em favor da equipe, aconteceu 71 anos antes, quando fora inaugurado o ‘campinho‘ da avenida Campos Sales, no bairro do Tirol.

Para a ocasião, foi aproveitado um terreno dos fundos da rua Maxaranguape, uma transversal no sentido leste – oeste, no trecho em que ficava a antiga sede social, substituída pelo moderno prédio da avenida Rodrigues Alves, no período do licenciamento, entre fevereiro de 1960 e o primeiro semestre de 1966.

A festa da entrega do ‘campinho’ contou com a disputa da Taça Orestes Silva, em homenagem a um dos históricos dirigentes, responsável maior pela aquisição do quarteirão, inclusive emprestando o dinheiro necessário à compra.

O convidado para o jogo de abertura, acredite, foi o maior rival, o alvinegro ABC, que tomou a maior goleada do alvirrubro na história, entre jogo amistoso e oficial (ficha da partida abaixo).

A pequena obra foi iniciada na gestão do presidente do AFC Humberto Nesi e concluída pelo sucessor José Rodrigues de Oliveira e diretor social Rui Barreto, com a presença do prefeito de Natal Sílvio Piza Pedrosa. Discursaram: Gentil Ferreira de Souza e Vicente Farache Neto (dirigentes abecedistas).

Pousada do Atleta

A segunda tentativa se deu com a inauguração do Estádio General Everardo de Barros Vasconcelos, em homenagem ao player Campeão do Torneio do Centenário da Independência (1922). O campo, também sem arquibancada, foi entregue no segundo semestre de 1973.

No intervalo entre dois jogos do clube pelo campeonato brasileiro da segunda divisão: 3 x 0 Calouros do Ar/CE (18/11) e 2 x 1  Centro Esportivo Alagoano (25/11). Na ocasião, em jogo-treino, o adversário foi o Cosern (Força e Luz).

O estadinho murado ficava localizado no quarteirão, em Capim Macio (Zona Sul), no começo da estrada de acesso à praia de Ponta Negra, logo após o viaduto erguido entre 74/75. Hoje, está ocupado por uma faculdade particular (FACEX), inicialmente, e por um grande supermercado (Bompreço), posteriormente, nos anos 90 e 2000.

O evento contou a benção do padre Agnelo (capelão do Brasil na Copa do Chile/62), sendo resultado da gestão do presidente Hugo Manso. Jogo iniciado às 9h35, com tempos de 35 minutos.

NOME DA ARENA HOMENAGEIA JOSÉ VASCONCELOS DA ROCHA. FOTO: DIVULGAÇÃO

Seguiu-se um churrasco de confraternização, com a presença do ex-presidente Humberto Nesi. O terreno media 18.556 metros quadrados e custou Cr$ 22.315,00 – pagos ao empresário Geraldo Gomes dos Santos. Escritura: 8/8/70.

O terreno da avenida Engenheiro Roberto Freire – por sinal, torcedor americano – foi comprado pelo corretor imobiliário – presidente Humberto Pignataro – por 60 mil cruzeiros, pagos em 12 prestações.

Na seqüência, no mesmo local surgiu o alojamento e concentração denominada Pousada do Atleta. O complexo é vendido ao grupo Bompreço em 1999 e o dinheiro investido no Centro de Treinamento Abílio Medeiros, em Parnamirim.

É justamente na sobra do terreno, que fica a Arena América, inaugurada parcialmente neste domingo (22), para cinco mil espectadores.

OBRA SERÁ ENTREGUE COM AS CONDIÇÕES BÁSICAS DE JOGO E, AOS POUCOS, SERÁ BEM EQUIPADA. FOTO: DIVULGAÇÃO

América 1 – 2 Cosern

Data: quarta-feira, 22/11/1973

Árbitro: Guaracy Augusto Picado/RN

Gols: Tião, Bagadão e Elson

América 6 – 2 ABC

Data: domingo, 11/7/1948

Árbitro: Júlio Soares/RN

Gols: Pernambuco (2), Alírio, Marinho, Chico, Tico e Gageiro (contra)

América: Gerim, Artemio, Barbosa, Renato Lacraia, Vavá, Alírio, Tico, Pernambuco, George, Pedro Humberto e Marinho. Treinador: Graciano Acosta Torres

ABC: Expedito (Zé da Silva), Gageiro, Toré, Gonzaga, Carrapicho, Tuta (Harry), Dequinha, Albano, Campina (Ponteiro), Pageú e Abacaxi

FONTES PESQUISADAS: Jornais A Ordem e Diário de Natal


Deixe um Comentário