Famosos

‘Era uma pessoa perturbadora’, diz Elton John sobre Michael Jackson

CANTOR AFIRMA QUE AS ‘DROGAS PRESCRITAS’ ESTAVAM CONTAMINANDO MICHAEL. FOTO: GETTY

Depois de Rocketman, o longa-metragem de sucesso sobre a vida, carreira e ascensão do tímido pianista prodígio Reginald Dwight a sir Elton John, o cantor britânico lança nesta terça-feira, 15 a sua “primeira e única” biografia. “Pela primeira vez eu vou contar tudo sobre a minha vida que não apareceu nas primeiras páginas dos jornais”, afirma, em um vídeo divulgado em suas redes sociais.

E ele parece não estar mentindo. Segundo o jornal britânico The Independent, Elton fala sobre a sua relação com Michael Jackson desde que ele o conheceu, quando tinha 14 anos, até os últimos dias de sua vida, quando, segundo Elton, o cantor estava “completamente perdido”. “Ele estava doente mentalmente e era uma pessoa perturbadora de se estar por perto. Isso era muito triste. Mas ele era uma pessoa que você não conseguia ajudar”, disse o interprete de Your Song.

Elton escreve em uma passagem do livro que chamou o jovem Michael para jantar em sua casa com o então futuro marido, David Furnish. Durante a refeição, sentado à mesa, Jackson ficou apático, sem vontade de comer. No meio do jantar, se levantou e desapareceu. Duas horas depois, Elton o encontrou em uma cabana no jardim da casa onde a empregada morava. Michael Jackson estava se divertindo jogando videogame com o filho dela de 11 anos.

“Michael não sabia lidar com a companhia de adultos”, diz Elton, que complementa dizendo, que quando o interprete de Thriller tinha 14 anos, “era o garoto mais adorável que você pode imaginar”. “Mas com o passar dos anos, ele começou a se isolar do mundo e da realidade, assim como Elvis Presley fez”, diz.


Deixe um Comentário