Brasil

Embaixador: Eduardo Bolsonaro já tem pequena maioria no Senado, diz presidente de comissão

O FILHO NÚMERO 3 DE BOLSONARO JÁ POSSUI 9 VOTOS A FAVOR. FOTO: REPRODUÇÃO

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) já teria apoio suficiente no Senado para ser chancelado como embaixador do Brasil nos Estados Unidos. A informação é de Nelsinho Trad (PSD-MS), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Casa.

Em entrevista ao Poder 360, o senador disse que o filho do presidente Jair Bolsonaro tem 9 votos a favor de sua indicação e 7 votos contra. Três senadores ainda estariam indecisos.

“Há um equilíbrio, uma tendência ligeira de um favoritismo dele, isso na comissão. 9 a 7 a favor dele e 3 indecisos. E os 3 indecisos são altamente técnicos. Vão esperar a sabatina para ver como vai ser o desempenho. A sabatina é importante, dá para ver quando um cara vai bem, quando não vai”, disse Trad.

O dia da sabatina e da votação no Senado ainda não tem data definida. Para que isso aconteça, o Planalto deve enviar uma mensagem ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) que, por sua vez, designa ao presidente da Comissão de Relações Exteriores o início dos trabalhos.

Por temer uma derrota, o presidente Jair Bolsonaro ainda não enviou a mensagem, enquanto tenta fazer articulações para angariar votos.

Nepotismo 

O filho do presidente enfrentará votação delicada no Senado. A Consultoria Legislativa da Casa já deu um parecer que enquadra a indicação como nepotismo. O texto argumenta que o cargo em questão é comissionado comum e que um decreto de 2010 proibiria a indicação do filho 03.

Jair Bolsonaro, no entanto, segue na tentativa de ter uma vitória robusta no Senado e emplacar o filho, uma das prioridades de seu governo nos últimos tempos. O presidente deve liberar cargos e dinheiro para emendas de senadores para que a indicação de Eduardo seja aprovada na Comissão de Relações Exteriores da casa.

Com informações: Poder360


Deixe um Comentário